Está aqui

Portway recorreu ao lay-off e depois despediu dezenas de trabalhadores

A empresa de handling dos aeroportos nacionais despediu 28 trabalhadores no Porto com contrato a termo incerto. Já são várias as grandes empresas que despedem ao mesmo tempo que recebem apoio público, de acordo com o site despedimentos.pt.
Aeroporto do Porto
Foto de Ale Pictures | Flickr

De acordo com o Despedimentos.pt, a Portway despediu no início de abril 28 trabalhadores com contrato de termo incerto, com vários anos de trabalho na empresa e exercendo funções permanentes no aeroporto do Porto, depois de ter requerido o lay-off simplificado. Os trabalhadores em causa afirmaram que a empresa não respeitou o pré-aviso previsto na lei.

A empresa de handling que presta serviços nos aeroportos nacionais já tinha anunciado a suspensão do contrato de trabalho de 1.200 trabalhadores e a redução de 20% do salário a mais de 500.

A plataforma Despedimentos.pt relembra que é mais um caso em que se comprova que as medidas aplicadas pelo Governo não protegem os empregos. E como tem acontecido nas últimas semanas, algumas das grandes empresas nacionais têm despedido trabalhadores mesmo tendo acesso a fundos públicos no âmbito da crise pandémica da covid-19. 

A Portway presta serviços de assistência em escala nos aeroportos de Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Beja. Deu início à sua atividade no ano 2000 e é propriedade da Vinci desde 2013, no seguimento da compra da ANA pela multinacional francesa.

 
Termos relacionados Covid-19, Sociedade
(...)