Está aqui

Poluição no Tejo: Ambientalistas querem urgência no combate

O Movimento ProTejo requer à administração da região hidrográfica e à agência portuguesa do ambiente que atue com urgência para identificar as origens da poluição no rio, em Abrantes, e também para combater a eutrofização nos rios Pônsul e Tejo internacional.
Poluição em Abrantes – Foto de Armindo Silveira (página no facebook)
Poluição em Abrantes – Foto de Armindo Silveira (página no facebook)

O ProTejo (Movimento pelo Tejo) divulgou um comunicado em que requer a identificação das origens da poluição e a tomada de medidas urgentes por parte da Administração da Região Hidrográfica do Tejo e Oeste (ARHTO)/Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e da Confederação Hidrográfica do Tejo de Espanha.

Este pedido do movimento deve-se ao facto de na semana passada ter surgido poluição, com flocos de espuma nas águas do ria, junto ao açude de Abrantes.

“Rio Tejo, açude de Abrantes, 23 de novembro de 2020. Duas perguntas: Qual a origem desta espuma? E porque é que a água está na ficar "amarelada"?”, pergunta Armindo Silveira, vereador do Bloco de Esquerda, no facebook, ver aqui.

O movimento ProTejo requer, em relação ao açude de Abrantes, que a ARHTO “reforce as ações de identificação das origens da poluição, nomeadamente, pela utilização dessa informação de monitorização, tome as medidas necessárias à sua eliminação e proceda à responsabilização dos agentes poluidores”.

Eutrofização no Rio Pônsul e Tejo Internacional

O comunicado do ProTejo manifesta ainda a sua preocupação sobre a “Eutrofização no Rio Pônsul e Tejo Internacional”, apontando as “ocorrências recorrentes que se verificam desde 2009 e com mais intensidade desde 2017 até ao corrente ano de 2020” e assinalando que se verificam “valores de fósforo elevados no rio Pônsul e na albufeira de Cedilho cuja origem pode resultar de descarga das ETAR ou da poluição difusa proveniente da agricultura”.

O movimento ambientalista indica que “importa promover uma atuação com caráter de urgência, por parte da Administração da Região Hidrográfica do Tejo e da Confederação Hidrográfica do Tejo, de Espanha, com o objetivo de identificar as origens da poluição e de tomar medidas eficazes que eliminem definitivamente estas ocorrências recorrentes de eutrofização no rio Pônsul e na albufeira de Cedilho/Tejo internacional”.

Termos relacionados Ambiente
(...)