Está aqui

Nova lei climática europeia "dá um sinal de que é necessária mais ambição", diz Marisa

A eurodeputada e candidata presidencial sublinha que a lei aprovada esta quinta-feira no Parlamento Europeu é melhor do que a proposta da Comissão Europeia, embora fique aquém da redução de 70% de emissões poluentes até 2030 proposta pela esquerda.
Marisa Matias em defesa da justiça climática. Outubro de 2020. Foto de Sérgio Aires.
Marisa Matias em defesa da justiça climática. Outubro de 2020. Foto de Sérgio Aires.

Foi esta quinta-feira aprovada pelo Parlamento Europeu, com 392 votos a favor, 161 contra e 142 abstenções, a Lei Europeia do Clima. Marisa Matias considera que a redução de 60% das emissões de gases com efeito de estufa até 2030 nela contida não é suficiente, mas “dá um sinal de que é necessária mais ambição nesta questão”. A eurodeputada nota que a esquerda propunha um corte de 70%, mas que o que foi aprovado “é melhor que a proposta da Comissão Europeia” (cuja proposta era de 55%). A meta traçada é a da obtenção da neutralidade carbónica até 2050.

Numa publicação nas redes sociais, Marisa Matias acrescenta que “as alterações climáticas são uma realidade e precisamos tomar decisões eficazes para as combater antes que o custo para o planeta e consequentemente humano, social e económico seja irreversível.”

A Lei Europeia do Clima aprovada hoje pelo Parlamento Europeu determina a redução de 60% das emissões até 2030. Não são...

Publicado por Marisa Matias em Quinta-feira, 8 de outubro de 2020

Com a esquerda e os movimentos ecologistas a exigirem mais, uma redução mais exigente choca com interesses como os da indústria aeronáutica e de governos como o polaco, que defende a mineração de carvão no seu país, ou do da República Checa, que pretende apoiar a sua indústria automóvel.

Do ponto de vista da Comissão Europeia, as suas propostas apresentadas em março iam já muito longe. Ursula von der Leyen chegou a comparar a apresentação da sua proposta a “um momento na Europa que equivale à chegada do Homem à Lua”.

Termos relacionados Política
(...)