Está aqui

Governo português leva “prémio” europeu de apoio aos combustíveis fósseis

A Rede Europeia para a Ação Climática distingue pela negativa os governos que contrariam as metas da combate às alterações climáticas. O furo em Aljezur valeu a “medalha de ouro” a Portugal.
Imagem do prémio atribído pela rede que junta 140 organizações de 30 países europeus.

"Considerou-se que a atribuição da licença correspondente ao título de utilização privativa do espaço marítimo" ao largo de Aljezur, "configurava claramente uma situação de estímulo ao uso de combustíveis fósseis no futuro" pelo Governo português, explicou à agência Lusa Francisco Ferreira, presidente da Associação Zero, que integra a Rede Europeia para a Ação Climática.

Esta Rede organizou pela segunda vez a votação das piores práticas assumidas pelos governos a favor dos combustíveis fósseis, ao mesmo tempo que se comprometem com metas ambiciosas para reduzirem emissões poluente e se tornarem neutros em carbono.

No pódio dos “European Fossil Fuel Subsidies Awards 2018” esteve também a Polónia, pelo incentivo às centrais de carbono obsoletas, e a Espanha, por subsidiar a utilização de carvão nas ilhas baleares, "bloqueando o desenvolvimento da produção de eletricidade a partir da energia solar”. Os oito países "finalistas" foram sujeitos à votação do público durante todo o mês de março.

Para Francisco Ferreira, este prémio indesejado atribuído ao governo português "vai ter uma enorme visibilidade à escala europeia e vai ser dramático do ponto de vista dos decisores políticos, nomeadamente em Bruxelas, e muito embaraçoso para o nosso país”, que recebe elogios internacionais por estar na linha da frente das energias renováveis.

O ambientalista da Zero considera “inaceitável que o Governo continue a favorecer o acesso das companhias petrolíferas, quer nacionais, quer estrangeiras, à área de exploração marítima e de conservação marítima que deve ser devidamente preservada”, considerando este apoio às petrolíferas “contraditório e prejudicial à imagem do país”.


Veja aqui o vídeo do anúncio da triste "vitória" para Portugal (em inglês):

 

Termos relacionados Petróleo em Portugal, Ambiente
(...)