Está aqui

Governo “não tem nenhuma medida eficaz de controlo de preços”

Na audiência com o Presidente da República, Catarina Martins sublinhou a preocupação do Bloco com a estratégia “errada” do Governo na resposta à inflação.
Audiência em Belém esta segunda-feira. Foto Mário Cruz/Lusa

Esta segunda-feira, o Presidente da República recebe os partidos no Palácio de Belém. No final da audiência em que também participaram os dirigentes bloquistas Pedro Filipe Soares e Jorge Costa, Catarina Martins disse aos jornalistas que partilharam com Marcelo Rebelo de Sousa “a nossa preocupação sobre a estratégia do Governo para responder ao ciclo de inflação que estamos a viver. Do nosso ponto de vista, a estratégia do Governo é errada”, afirmou a coordenadora do Bloco, citada pela Lusa.

Essa estratégia, que recusa a atualização de salários com o argumento de que a inflação é “transitória”, acaba por desvalorizar a dimensão do problema, pois “nenhum de nós sabe quanto tempo é que vai durar, e já está a durar há vários meses. Lembro que começou no segundo trimestre de 2021, portanto, vai fazer um ano que estamos neste ciclo de inflação. Não temos, do ponto de vista internacional, boas notícias que nos digam que vai terminar em breve”, prosseguiu Catarina Martins.

No entanto, constatou Catarina, o Governo do PS “não tem nenhuma medida eficaz de controlo de preços” e está à “espera de que a quebra de salários venha a controlar o ciclo de inflação”. Uma política que resulta numa trajetória de “empobrecimento da população portuguesa” e numa “estratégia errada do ponto de vista económico e inaceitável do ponto de vista social”, concluiu.

Termos relacionados Política
(...)