Está aqui

França: voos internos serão substituídos por comboio

O parlamento francês legislou pela proibição de voos que possam ser substituídos por viagens diretas de comboio de até 2h30. Mantêm-se os voos de ligação.
A Áustria introduziu a proibição de voos domésticos com alternativa de viagens de comboio de até três horas.
A Áustria introduziu a proibição de voos domésticos com alternativa de viagens de comboio de até três horas. Foto via Flickr/Eric Salard.

Os voos entre o aeroporto de Paris-Orly para Nantes ou Bordéus deixaram de fazer parte do quotidiano em França. A proposta faz parte do pacote de combate às alterações climáticas que tem como objetivo reduzir as emissões de carbono em 40% até 2030. Sempre que existirem ligações diretas de comboio com tempo estimado de até 2h30 entre duas localidades, não poderá haver ligações aéreas.

A versão original da proposta previa a proibição de voos com alternativa de viagens de comboio de até quatro horas mas, segundo o ministro dos Transportes de França, Jean-Baptiste Djebbari, com essa escolha “corria-se o risco de isolar territórios sem litoral”, relata o jornal Público.  

A redução de quatro para duas horas e meia como critério de proibição de voos poderá retirar-lhe o potencial de impacto nas reduções de emissões de CO2. Segundo a UFC-Que Choisir, uma associações de consumidores, “em média, um avião emite 77 vezes mais CO2 por passageiro do que um comboio nessas rotas [até quatro horas], embora o comboio seja mais barato e o tempo perdido seja limitado a 40 minutos”, relembra. “A escolha do governo, na verdade, visa esvaziar a medida da sua substância”.

Os voos de Paris para Nantes ou Bordéus (à exceção dos voos de ligação) serão suspensos, enquanto as viagens de avião para Toulouse (quatro horas de comboio) ou para Nice (cerca de seis horas) manter-se-ão.

A proposta surge com a anuência da indústria aeronáutica, particularmente da Air France-KLM que, como parte do plano de apoio do Estado francês à empresa, cancelou várias ligações internas com o objetivo de as reduzir em 40% até ao final do ano. A medida agora aprovada abrange todas as companhias aéreas.

Em junho de 2020, a Áustria introduziu a proibição de voos domésticos com alternativa de viagens de comboio de até três horas, e introduziu um novo imposto de €30 por passageiro nos voos de distâncias inferiores a 350 quilómetros.

Termos relacionados Ambiente
(...)