Está aqui

Federação de associações de pais de Lisboa exige que governo altere data de exames

A Federação Regional de Lisboa das Associações de Pais (Ferlap) não compreende porque é que o governo não altera a data dos exames nacionais de português e latim, marcados para esta segunda-feira, 17 de junho, dia da Greve dos professores. A Ferlap exige a mudança de data, assim como a Confederação Nacional Independente de Pais e Encarregados de Educação (CNIPE).
Os professores estarão esta segunda-feira, 17 de junho, em greve, depois de se terem manifestado no sábado - Foto de Paulete Matos

Segundo a agência Lusa, a Ferlap diz em comunicado:

“Se antes pedimos a compreensão dos Sindicatos, que responderam positivamente com o compromisso de não alterar a data da greve, hoje, exigimos, a alteração da data dos Exames de forma a não criar diferenças entre os alunos que os vão efetuar”.

A Ferlap diz ter visto com satisfação o facto de os sindicatos de professores terem tido em consideração as preocupações dos pais e educadores, assumindo o compromisso de não alterarem a data da greve, caso o MEC alterasse a data dos exames, o que, para a Ferlap, mostrou “a sua vontade de não prejudicar os alunos, mas apenas de marcar as suas posições contra as políticas do Governo”.

A Ferlap pede ainda aos governantes que “sejam inteligentes” e diz-se disponível para encontrar soluções.

A Cnipe tinha apelado neste sábado, 15 de junho, a Nuno Crato que suspendesse de imediato os exames marcados para esta segunda-feira, argumentando que não existem condições para que todos os alunos realizem o exame com normalidade.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Sociedade
(...)