Está aqui

Cinema ao ar livre em Lisboa dedicado a Amália Rodrigues

Até este domingo, são apresentados, no jardim do Palácio Pimenta do Museu de Lisboa, às 21h30, filmes que "marcam diferentes épocas da carreira artística de Amália”. A última obra a ser exibida será The Art of Amalia, de Bruno de Almeida, após a qual terá início uma conversa com Joana Mortágua.
Imagem reproduzida no site Cultura na Rua.

Por ocasião do centenário do nascimento de Amália Rodrigues, celebrado este ano, este ciclo de cinema, com curadoria do realizador Diogo Varela Silva, sobrinho-neto de Amália e autor de documentários sobre a sua irmã Celeste Rodrigues (1923-2018) e Beatriz da Conceição (1939-2015), é abordada a faceta artística de Amália como atriz.

De acordo com a organização, os filmes em exibição “marcam diferentes épocas da carreira artística de Amália (1920-1999)". Na quinta-feira, primeiro dia do ciclo, foi exibida a obra Capas Negras (1947), de Armando de Miranda. A sessão teve como convidado o musicólogo Rui Vieira Nery. Na sexta foi a vez do filme Fado, História de uma Cantadeira (1947), de Perdigão Queiroga, seguido de uma conversa com o investigador Frederico Santiago. Já este sábado, será exibido o documentário As Ilhas Encantadas (1965), de Carlos Vilardebó. O historiador Jorge Muchagato é o convidado desta noite. O ciclo termina no domingo, com o documentário The Art Of Amália (2000), de Bruno de Almeida, após o qual terá início uma conversa com Joana Mortágua.

O desempenho de Amália no filme Fado, História de uma Cantadeira, interpretando a fadista Ana Maria, valeu-lhe, em 1948, o Prémio do Secretariado Nacional de Informação para a Melhor Atriz de Cinema. Já As Ilhas Encantadas foi um dos filmes em que Amália mais gostou de participar. Além da sua interpretação na obra, Amália ajudou ainda na cenografia. em várias entrevistas, afirmou que mais gostou de ter participado.

Os bilhetes para as sessões podem ser levantados no dia da sessão (máximo 2 bilhetes por pessoa), de acordo com o horário de funcionamento da bilheteira: das 11h às 17h. A abertura de portas ocorre às 20h30 e não será permitida a entrada após o início da sessão.

Termos relacionados Cultura
(...)