Está aqui

Bloco quer ouvir secretário de Estado sobre Federação de Judo

Vários atletas denunciaram um clima tóxico na instituição. Telma Monteiro contesta o afastamento da selecionadora nacional, Ana Hormigo, e a falta de fundos para o projeto olímpico.
Judo. Imagem da Federação Portuguesa de Judo.
Judo. Imagem da Federação Portuguesa de Judo.

O Bloco de Esquerda apresentou um requerimento na Assembleia da República para a realização de uma audição a João Paulo Correia, o secretário de Estado do Desporto e da Juventude. Pretende-se ainda ouvir os atletas e os responsáveis do Instituto do Desporto e da Juventude.

Em causa está a situação no interior da Federação de Judo. Em agosto, em carta aberta, vários atletas denunciavam um “clima insustentável tóxico” na instituição. Esta segunda-feira, Telma Monteiro deu conta de que a selecionadora Ana Hormigo tinha sido afastada um dia antes da competição de apuramento olímpico e criticou a falta de fundos do projeto olímpico, assim como pressões para que os signatários da carta aberta se retratassem com ameaça de processos jurídicos e de que teve de pagar por si uma operação ao joelho. A judoca escreveu na sua conta de Instagram: “Ontem, em assembleia da federação, soube que o presidente informou os presentes, que os atletas que escreveram a carta aberta há uns meses, terão esta semana para se retratarem ou serão levados a tribunal. Sábado, na reunião de planeamento, os treinadores foram informados de que eu, como outros atletas, já não temos verba do projeto olímpico – gerido pela federação – para realizar o planeamento que tínhamos feito”.

Depois disso, Joana Mortágua tinha reagido escrevendo que as denúncias “são demasiado graves para não merecerem esclarecimento esclarecimento. A situação arrasta-se sem que sejam assumidas responsabilidades.”

Esta terça-feira concretizou-se a entrega do pedido de audição “com urgência” numa altura em que faltam menos de dois anos para os Jogos Olímpicos de Paris.

Termos relacionados Política
(...)