You are here

Portugal tem média mais baixa de trabalhadores por empresa da União Europeia

A média de trabalhadores nas empresas nacionais é de 3,4. No dia das Micro, Pequenas e Médias Empresas, os dados da Pordata mostram que são 99,9% do total nacional e empregam 78% dos trabalhadores do país.
Sapataria. Foto de Paulete Matos.
Sapataria. Foto de Paulete Matos.

O portal estatístico da Fundação Francisco Manuel dos Santos, o Pordata, publicou este sábado algumas estatísticas tendo por pretexto o Dia das Micro, Pequenas e Médias Empresas, promovido pela Assembleia Geral das Nações Unidas desde 2017.

Segundo estes dados, a média de trabalhadores nas empresas portuguesas é de 3,4. O nosso país fica assim empatado com a Eslováquia no patamar mais baixo. E contrasta com países como a Alemanha e o Luxemburgo que estão no topo com uma média de pelo menos dez pessoas

O retrato das PME traçado pelo site mostra também a sua presença esmagadora no tecido económico. Em 2018, eram 99,9% das empresas do país, empregando 78% dos trabalhadores. E “criavam” 60% do valor acrescentado bruto, sendo responsáveis por 56% do volume de negócios.

A mesma fonte, utilizando dados de 2017, coloca o país também nos primeiros lugares de empresas criadas. Portugal é o segundo país do espaço da União Europeia em criação de empresas, 16 por cada cem existentes. Mas é simultaneamente um dos países onde estas mais acabam, 14 por cada cem, número que lhe vale um terceiro lugar.

As empresas nacionais alcançam apenas 65% da média da União Europeia em termos de produtividade por hora, dados de 2018. Aqui o contraste é feito com Irlanda, Luxemburgo e Dinamarca que ocupam o topo da lista.

Termos relacionados Sociedade
(...)