Está aqui

Gaza: massacre e resistência

O bombardeamento e ocupação militar israelita da Faixa de Gaza deixou mais um rasto de morte e destruição, com Israel a agir novamente sob a proteção e apoio militar das grandes potências, inclusive para arrasar instalações das Nações Unidas. Dossier organizado por Luís Branco.
Foto Mohammed Saber/EPA

Neste dossier, reunimos um conjunto de artigos e entrevistas sobre as raízes e consequências do ataque israelita à Faixa de Gaza: entrevistámos a ativista palestiniana Shahd Wadi e publicamos as opiniões dos israelitas Ilan Pappe, Uri Avnery, Gideon Levy, Michel Warshawski. Damos também a conhecer um artigo do embaixador da Palestina em Portugal e republicamos o artigo de Eduardo Galeano sobre a ocupação israelita, a análise de Robert Fisk, Gilbert Achcar e Waldo Mermelstein, o testemunho de médicos noruegueses no terreno e a entrevista a um dos poucos soldados de Israel que recusou ir combater para Gaza.

Leia aqui outros artigos publicados pelo esquerda.net sobre o ataque israelita a Gaza.

Leia aqui o dossier sobre a Terceira Intifada na Palestina, publicado em junho de 2013.

(...)

Resto dossier

Gaza: massacre e resistência

O bombardeamento e ocupação militar israelita da Faixa de Gaza deixou mais um rasto de morte e destruição, com Israel a agir novamente sob a proteção e apoio militar das grandes potências, inclusive para arrasar instalações das Nações Unidas. Dossier organizado por Luís Branco.

Shahd Wadi: “A limpeza étnica de Gaza é um massacre contra a humanidade”

Em entrevista ao esquerda.net, Shahd Wadi fala da vida em Gaza, lembra que há um cerco à Faixa desde 2007 e alerta que mesmo que os bombardeamentos cessem, a vida será “muito mais difícil do que já era antes”. A luso-palestiniana fala-nos também da campanha Boicote, Desinvestimento e Sanções (BDS), um movimento semelhante ao que existiu contra o apartheid na África do Sul.

Gaza, entre a morte lenta ou rápida

Um cessar-fogo em Gaza, sem levantar o bloqueio, significa que os palestinianos de Gaza serão forçados a aceitar morrer lentamente pelas políticas de bloqueio israelita, em vez de morrer rapidamente pela mais sofisticada máquina de guerra. Artigo de Hikmat Ajjuri, embaixador da Palestina em Portugal

A "Operação Estupidez" de Netanyahu

Como seria a história se tivesse sido escrita ao estilo da Operação "Penhasco Sólido" (também conhecida como "Limite Protetor")? Artigo de Uri Avnery

Telavive: assim se fabrica a guerra infinita

Israel não deseja a paz. Nunca quis tanto que estivesse errado o que escrevo. Mas as evidências acumulam-se. Na verdade, pode-se dizer que Israel nunca desejou a paz – uma paz justa, ou seja, baseada num acordo justo para ambos os lados. Artigo de Gideon Levy, jornalista israelita, publicado no Haaretz.

A verdadeira história de Gaza

Nada do que se vê hoje na Palestina tem a ver com o assassinato de três israelitas na Cisjordânia ocupada, nem com o assassinato de um palestiniano na Jerusalém Leste ocupada. Tudo, ali, sempre, é disputa por terra dos árabes. Artigo de Robert Fisk.

“Israel atacou para travar a reconciliação palestiniana”

Especialista do mundo árabe, Gilbert Achcar fala nesta entrevista sobre a situação em Gaza e a posição do Hamas, apanhado entre o ataque israelita e a política de aproximação à Autoridade Palestiniana.

Já pouca Palestina resta. Pouco a pouco, Israel está a apagá-la do mapa

Desde 1948, os palestinianos vivem condenados à humilhação perpétua. Não podem sequer respirar sem autorização. Têm perdido a sua pátria, as suas terras, a sua água, a sua liberdade, tudo. Nem sequer têm direito a eleger os seus governantes. Artigo de Eduardo Galeano.

Para a família da milésima vítima da chacina genocida de Israel em Gaza

Tenho esperança que, neste pior momento da sua vida, quando os palestinianos estão em Shujaiya, Deir al-Balah ou Gaza a olhar para o matadouro criado pelos aviões, tanques e artilharia israelitas, não perca a esperança na humanidade. Artigo do historiador israelita Ilan Pappe, publicado em The Electronic Intifada.

O que há de novo no atual massacre de Gaza?

As esperanças nutridas entre os palestinos desde os acordos de Oslo em 1993-4 de que pudesse surgir o seu estado ao lado de Israel foram sepultadas pela implacável e constante política de limpeza étnica dos sionistas. Artigo de Waldo Mermelstein.

Dirigentes israelitas: esperam-vos em Haia!

O estado israelita e os chefes do seu exército acabarão por ser considerados como responsáveis pelo massacre de massas premeditado em Gaza. Responsáveis perante o mundo, os tribunais de justiça e a história. Não haverá circunstâncias atenuantes. Por Michel Warschawski

Gaza: O massacre visto por dentro

Dois médicos noruegueses em Gaza descrevem, atónitos, uma guerra que visa especialmente residências e hospitais e faz a população acreditar que já “não há nada a perder”. Por Gideon Levy e Alex Levac, no Haaretz.

"Por que não vou combater em Gaza"

O portal Mediapart publicou o testemunho de um "refuznik", cidadão israelita que fugiu para a Holanda para não reintegrar o exécito e combater em Gaza na operação que já fez mais de mil mortos em 20 dias.