Aluno hospitalizado após praxe

31 de outubro 2008 - 18:14
PARTILHAR

Continua a haver praxes violentas em PortugalUm estudante do Instituto Politécnico de Leiria (IPL) foi hospitalizado com uma ruptura de um aneurisma cerebral, alegadamente em consequência das praxes a que foi sujeito no Instituto. O presidente do IPL, Luciano Almeida, anunciou a abertura de um processo de averiguações mas mostrou-se convicto de que não há relação entre a praxe e a hospitalização, apesar de ter reconhecido que o aluno foi obrigado a um esforço físico excessivo.

 

Luciano Almeida, presidente do Instituto Politécnico de Leiria e do Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos, declarou á imprensa que não vê lá relação entre a praxe a que foi sujeito um aluno do estabelecimento, ainda que reconheça que que o estudante foi sujeito a um esforço físico excessivo.



Apesar de negar a causalidade entre a praxe e a hospitalização do aluno, o presidente do IPL anunciou que irá abrir um processo de averiguações sobre a ocorrência.



O aluno, com 18 anos de idade, foi hospitalizado com fortes dores de cabeça quando ainda se encontrava num desfile pelas ruas de Leiria, que assinala o início do ano lectivo.



O estudante chegou a ter alta na manhã seguinte mas teria que voltar ao hospital, onde ficaria internado por lhe ter sido diagnosticada a ruptura de um aneurisma.

Termos relacionados: Sociedade