Está aqui

Vendas de armas: EUA campeões, Rússia é o segundo maior vendedor

Segundo o relatório do Instituto Sipri, publicado esta segunda-feira, a Grã-Bretanha deixou de ser o segundo país que mais armas vende. A Rússia ocupa agora este lugar. Os autores do relatório sublinham que não há dados sobre a China.
Foto de Burns Library, Boston College/Flickr

O Instituto de Investigação sobre a Paz Mundial (Sipri) divulgou esta segunda-feira o seu relatório anual sobre as vendas de armas. O investigador Siemon Wezwman, responsável pelo relatório, realçou em comunicado que as vendas das empresas russas “conhecem um crescimento significativo” desde 2011. Ainda assim, continuam longe das exportações de armas norte-americanas. Os EUA representam 57% do total de vendas no ano passado e têm 42 empresas no top 100 das empresas que mais armas vendem. São 226,6 biliões de dólares em rendimentos.

A indústria russa de armamento vendeu, em 2017, 9,5% do total, atingindo o valor de 33 biliões de dólares. A Grã-Bretanha ocupa o terceiro lugar com 9% e a França o quarto com 5,3%.

A empresa Lockheed Martin é o primeiro fabricante ao nível mundial com rendimentos de 44,9 biliões de dólares. A maior empresa russa, a Almaz-Anteï, ocupa apenas o décimo lugar com rendimentos de 8,6 biliões de dólares. Contudo, esta empresa sobe a faturação em 17% num ano.

O Sipri sublinha ainda que as vendas das empresas turcas aumentaram 24% e que este ranking não toma em conta a China, país sobre o qual não há dados disponíveis.

Termos relacionados Internacional
(...)