Está aqui

Trabalhadores das minas e pedreiras protestam em Lisboa

Os trabalhadores exigiram urgência no cumprimento da promessa por parte do governo de acabar com a penalização do fator de sustentabilidade nas reformas antecipadas.
Protesto dos trabalhadores das minas e pedreiras em Lisboa.
Protesto dos trabalhadores das minas e pedreiras em Lisboa.Foto António Cotrim/Lusa

O protesto organizado pela CGTP decorreu esta quarta-feira à porta do Ministério do Trabalho, da Solidariedade e da Segurança Social, e contou com a participação de dezenas de mineiros e trabalhadores das pedreiras. Em causa está a promessa do governo que tarda em concretizar-se para acabar com a penalização do fator de sustentabilidade nas reformas antecipadas.

Uma delegação de sindicalistas entregou um documento com a sua exigência, subscrito por mais de mil trabalhadores. E voltaram a ouvir a mesma promessa de acabar com esta penalização de cerca de 15% no valor da reforma no âmbito do Orçamento do Estado atualmente em debate na Assembleia da República.

"Esta garantia já foi dada por Vieira da Silva, aquando ministro do trabalho, e palavra dada é palavra honrada", afirmou à agência Lusa o sindicalista do setor dos mármores, Nuno Gonçalves.

O líder da CGTP, Arménio Carlos, também participou no protesto e defendeu que é necessário "sair urgentemente a lei" para acabar com esta penalização aos trabalhadores ainda no ativo mas que já preenchem as condições para passar à reforma, na sequência da vitória obtida na legislatura passada.

Termos relacionados Sociedade
(...)