Está aqui

Trabalhadores da Tegopi em greve por aumentos salariais

Os trabalhadores desta empresa, que fabrica torres eólicas para todo o mundo, lutam por melhores salários e fazem greve de uma hora por turno por tempo indeterminado.
Trabalhadores da Tegopi iniciaram uma greve de uma hora por turno, por tempo indeterminado, tendo começado à 1.30h da madrugada desta sexta-feira
Trabalhadores da Tegopi iniciaram uma greve de uma hora por turno, por tempo indeterminado, tendo começado à 1.30h da madrugada desta sexta-feira

A Tegopi é uma empresa com instalações em Vila Nova de Gaia no distrito do Porto, produz torres eólicas para todo o mundo e emprega cerca de 300 pessoas.

Nesta sexta-feira, 11 de maio, os trabalhadores concentraram-se entre as 13h e as 15h à porta da empresa, exigindo que a administração responda ao seu caderno reivindicativo. Os trabalhadores iniciaram também uma greve de uma hora por turno, por tempo indeterminado, que começou à 1.30h da madrugada.

Em declarações à agência Lusa, o coordenador do sindicato dos trabalhadores das indústrias transformadoras energia e atividades do ambiente do Norte (SITE-Norte), Miguel Ângelo, explicou que os trabalhadores exigem aumentos de 50 euros para salários até 850 euros e de 20 euros para ordenados superiores, considerando “insuficiente” a proposta da empresa de uma atualização de 2%.

Miguel Ângelo acrescentou ainda que os trabalhadores lutam pela correção das “injustiças” e “disparidades” salariais que chegam “aos 100 a 200 euros” para pessoas com as mesmas funções.

Termos relacionados Sociedade
(...)