Está aqui

Sábado: Bloco em Lisboa pela Justiça Climática

Pelas 14h, cantam Catarina Branco e Luís Severo. Seguem-se intervenções, a começar com a de um dos organizadores da Marcha Azul pelo Clima convocada a propósito da Cimeira do Oceano, que a ONU realiza em Lisboa na próxima semana.

Na próxima quinta-feira, 23 de junho, no Martim Moniz, a partir das 18h30, serão preparadas faixas, pancartas e outros materiais visuais a usar nas próximas ações do Roteiro pela Justiça Climática. No sábado, há encontro no Lumiar (10h, mercado) e um percurso de intervenções em jardins, ruas e mercados até à Assembleia Municipal de Lisboa (Av. Roma). Ali, nas sombras do jardim Fernando Pessa, haverá piquenique.

Pelas 14h, cantam Catarina Branco e Luís Severo. Seguem-se intervenções, a começar com a de um dos organizadores da Marcha Azul pelo Clima convocada a propósito da Cimeira do Oceano, que a ONU realiza em Lisboa na próxima semana. Falarão ainda Diana Neves (Greve Climática Estudantil), as vereadoras Carla Castelo (Oeiras, independente), Beatriz Gomes Dias (Lisboa) e Catarina Martins. No final, celebra a vitória do movimento de defesa da ciclovia da Almirante Reis, com uma bicicletada até à Baixa.

Inscreve-te aqui e participa no Roteiro pela Justiça Climática em Lisboa!

De Lisboa ao Minho

A segunda jornada do Roteiro decorrerá no Minho. O Roteiro instala-se em Viana do Castelo. Na sexta-feira, dia 1, há concerto na Praça da Erva - “Não há planeta B”, com atuações de O Puto e Youth Yard -, e no dia seguinte mostra de Cinema pelo Clima, entre o final de tarde e a noite de sábado. Pelo meio, passamos por Braga, onde trataremos o tema dos transportes urbanos no quadrilátero urbano Braga-Guimarães-Barcelos-Famalicão. A marcha parte de Braga para a praia fluival de São Pedro de Merelim. Na cidade, inauguremos a "estação para o futuro" e, no final do percurso, depois do almoço em Merelim, serão debatidas as estratégias para cidades sem carros e com transportes públicos gratuitos. Estará presente uma delegação do Bloco Nacionalista Galego, partido que governa o município de Pontevedra. A cidade é um exemplo internacional por ter retirado com sucesso o trânsito de automóveis do centro urbano e desenvolvido inovadores sistemas de mobilidade sustentável.

Inscreve-te aqui e participa no Roteiro pela Justiça Climática no Minho!

Mostra de cinema em Viana do Castelo

2 de julho, Cinema Verde Três sessões sobre cidades, luta pela água, justiça climática

17h Wantoks: Dança de resiliência na Melanesia, de Iara Lee (2019, Ilhas Salomão/EUA/Brasil/Bulgária, 20’ trailer)
 

Cenas de uma Cidade Seca, de François Verster e Simon Wood (2018, EUA/África do Sul, 13’ trailer)

18h30 Queridas Crianças do Futuro, de Franz Böhm (2021, EUA/Inglaterra/Alemanha, 90’ trailer)

21h30 Sonhadores da Cidade, de Joseph Hillel (2020, Canadá/EUA, 96’ trailer)

 

 

Respeito pela Terra e por quem a trabalha

A 24 de julho, o Roteiro desce ao Litoral Alentejano, sob o lema “Respeito pela Terra e por quem a trabalha”. Os bloquistas percorrerão zonas onde a agricultura intensiva tem fustigado os recursos locais e farão um almoço comunitário com ativistas locais e trabalhadores imigrantes que, naquela zona, levaram recentemente a cabo os primeiros protestos contra os abusos laborais e a sobre-exploração.

Nos meses de setembro e outubro, está prevista a passagem do Roteiro Climático pela Margem Sul do Tejo, distrito do Porto, Algarve e Interior.

Em defesa da planificação ecológica da economia

No panfleto em que divulga o Roteiro pela Justiça Climática, o Bloco de Esquerda apresenta o aquecimento global como “uma questão de sobrevivência para milhares de espécies - e a humana é uma delas. O problema chama-se capitalismo e só pode ser resolvido com democracia, através da planificação ecológica da economia, colocando a vida acima dos lucros”.

Para o Bloco, “só a planificação ecológica da economia e o controlo público sobre os recursos da energia, dos transportes e do sistema bancário podem impor investimento público, criação de empregos pelo clima e urgência numa verdadeira transição energética, produtiva e de consumo”.

Termos relacionados Política
(...)