Está aqui

PREVPAP: Abertos primeiros concursos para vinculação dos precários ao Estado

Secretária de Estado da Administração Pública anunciou que foram abertos 16 concursos para 29 postos de trabalho nas áreas da Presidência e Modernização Administrativa e da Defesa. Deputado bloquista José Soeiro sublinha que é preciso “continuar a lutar para que ninguém fique para trás”.
De acordo com Mário Centeno, foram “deliberados 7.889 pareceres favoráveis pelo conjunto das comissões de avaliação bipartidas e 1.224 pareces favoráveis homologados".

No âmbito da audição do ministro das Finanças, Mário Centeno, na Comissão de Trabalho e Segurança Social, a secretária de Estado da Administração Pública anunciou que foram abertos 16 concursos abertos na Administração Central no âmbito do Programa de regularização extraordinária dos vínculos precários na Administração Pública (PREVPAP).

Fátima Fonseca explicou que atualmente existem 16 concursos abertos, para 29 postos de trabalho, "o que não acontecia na semana passada", quando decorreu o debate no Parlamento sobre o PREVPAP, agendado pelo Bloco de Esquerda.

Os concursos são nas áreas da presidência e modernização administrativa e na defesa nacional.

O ministro das Finanças atualizou ainda os números relativos ao PREVPAP, que se encontram ainda muito longedos mais de 31 mil trabalhadores precários da Administração Central que se candidataram à regularização do seu vínculo laboral.

De acordo com Mário Centeno, foram “deliberados 7.889 pareceres favoráveis pelo conjunto das comissões de avaliação bipartidas e 1.224 pareces favoráveis homologados referentes à administração direta e indireta do Estado, estando os serviços respetivos a preparar a abertura dos procedimentos concursais”.

"Há uma dinâmica permanente. Todos os dias são homologados concursos" para subsequente abertura, vincou a secretária de Estado. No que respeita aos atrasos, Mário Centeno assinalou que “o governo está a cumprir o objetivo de regularizar situações de precariedade até final do ano”.

É preciso “continuar a lutar para que ninguém fique para trás”

Numa publicação na sua página de facebook, o deputado bloquista José Soeiro reage à abertura dos primeiros concursos para vinculação dos precários ao Estado, assinalando que “deu resultado a nossa pressão e a exigência para que isto acontecesse ainda este mês”.

“Agora é preciso terminar a análise e homologação dos processos que faltam, reverter o boicote de alguns dirigentes, corrigir decisões erradas sobre falsos outsourcings, garantir que que seja dada informação às pessoas”, acrescenta, rematando que é preciso “continuar a lutar para que ninguém fique para trás”.

 

Termos relacionados Política, PREVPAP
(...)