Está aqui

Presidente de Cabo Verde lamenta perda de “uma das maiores referências da comunidade em Portugal”

Jorge Carlos Fonseca destacou o papel de Helena Lopes da Silva enquanto “militante da causa da liberdade, da democracia e da independência de Cabo Verde”.
Helena Lopes da Silva acompanhou o presidente cabocerdeano na visita ao Instituro Politécnico de Bragança, em junho passado. Foto Presidência da República de Cabo Verde/Facebook

Em mensagem divulgada nas redes sociais da Presidência da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca refere que foi “com profunda dor e consternação que recebi a notícia do falecimento da Drª Helena Lopes da Silva, em Portugal, amiga pessoal de longa data e Conselheira da República”.

“Militante da causa da liberdade, da democracia e da independência de Cabo Verde, desde a primeira hora, a Dra. Helena Lopes da Silva sempre esteve na linha da frente do combate por uma sociedade mais justa”, afirma Jorge Carlos Fonseca.

“Desde os seus tempos de estudante de Medicina, em Portugal, e no dealbar da independência do seu país, Cabo Verde, Helena Lopes da Silva foi incansável lutadora na defesa dos ideais humanitários”, prossegue o Presidente cabo-verdiano, sublinhando que a médica-cirurgiã e fundadora do Bloco de Esquerda “era uma das maiores referências da comunidade Cabo-verdiana em Portugal, sempre preocupada e oferecendo a sua competência, lá onde fosse preciso”.

Também a Ordem dos Médicos Cabo-verdianos publicou uma nota de pesar, destacando o “contacto permanente” e a colaboração de Helena Lopes da Silva com a instituição e o sistema de saúde do país.


Helena Lopes da Silva morreu este sábado em Lisboa. O seu velório decorre no Centro Funerário Santa Joana Princesa (Rua Lagares D'el Rei, nº 24, 1700-268 Lisboa).

Termos relacionados Política
(...)