Está aqui

Número de sem-abrigo em Lisboa baixou para metade entre 2015 e 2017

De acordo com Manuel Grilo, vereador bloquista com o pelouro da Educação e dos Direitos Sociais, a Câmara de Lisboa estima que houve “uma redução de 50% no número de pessoas em situação de sem-abrigo” na capital entre 2015 e 2017.
Foto de Paulete Matos.

“Em termos numéricos, entre 2015 e o final de 2017, houve uma redução de 50% do número de pessoas em situação de sem-abrigo, a dormir efetivamente na rua”, afirmou Manuel Grilo durante uma visita com o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a vários locais da capital em que existem sem-abrigo.

O vereador bloquista com o pelouro da Educação e dos Direitos Sociais referiu que a autarquia tem agora em curso uma nova contagem aos sem-abrigo que permitirá, nomeadamente, aferir a variação de fluxos na chegada de pessoas de outras zonas de Portugal ou até de outros países, que vivem em situação de sem-abrigo na cidade de Lisboa.

Para responder à descida das temperaturas que já se faz sentir e se manterá nos próximos dias, Manuel Grilo informou que a câmara já implementou medidas de precaução, como a abertura de centros de acolhimento às 16h.

Caso as temperaturas atinjam os 3º Celsius, será lançado o plano de contingência e serão postas em prática outras medidas, como a abertura de estações do metropolitano e de pavilhões com maior capacidade para acolher pessoas, como já aconteceu anteriormente com o pavilhão de Casal Vistoso.

Termos relacionados Sociedade
(...)