Está aqui

Novo Banco: Parlamento trava transferência de 476 milhões sem auditoria

PS, Chega e Iniciativa Liberal votaram contra e o CDS absteve-se na proposta do Bloco para que o Fundo de Resolução não entregue mais dinheiro no Novo Banco sem se conhecer o resultado da auditoria à gestão da Lone Star.

O Partido Socialista ficou esta quarta-feira isolado a votar ao lado da extrema-direita e da Iniciativa Liberal em defesa da transferência de 476 milhões de euros do Fundo da Resolução para o Novo Banco.

A proposta do Bloco de anular essa transferência do Orçamento de Estado para 2021 foi aprovada com os votos a favor do PCP, PAN e PSD. O CDS absteve-se.

Esta tinha sido uma das propostas colocadas pelo Bloco ao longo do processo negocial com o governo. O partido tinha começado por propor que fossem os bancos diretamente a capitalizar o Novo Banco e não o Fundo de Resolução, uma vez que isso iria acrescentar perdas futuras para os contribuintes. O governo recusou esta proposta.

O Bloco, contudo, manteve a exigência de suspender os pagamentos ao Novo Banco até estar concluída uma auditoria à gestão do Novo Banco sob as orientações do Lone Star. Também esta proposta foi recusada pelo governo, acabando o PS a votar contra ela e a ser derrotado.

Termos relacionados Política
(...)