Está aqui

Marina Silva declara apoio a Fernando Haddad

A seis dias das eleições, a candidata na primeira volta pela Rede Sustentabilidade, Marina Silva, formalizou o seu apoio a Fernando Haddad (PT). A declaração de voto foi divulgada nas redes sociais de Marina esta segunda-feira.
Na fotografia: Marina Silva e Fernando Haddad.

"Darei um voto crítico e farei oposição democrática a uma pessoa que, 'pelo menos' e ainda bem, não prega a extinção dos direitos dos índios, a discriminação das minorias, a repressão aos movimentos, o aviltamento ainda maior das mulheres, negros e pobres, o fim da base legal e das estruturas da proteção ambiental, que é o professor Fernando Haddad", afirmou em nota.

Após a primeira volta, Marina já havia recomendado aos filiados e simpatizantes do seu partido que não votassem no candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL), "pelo perigo que a sua campanha anuncia contra a democracia, o meio-ambiente, os direitos civis e o respeito à diversidade existente em nossa sociedade."

A ex-candidata criticou o uso do nome de Deus pela campanha de Bolsonaro. "Outro motivo importante para a definição e declaração de meu voto é a minha consciência cristã, valor central em minha vida. Muitos parecem esquecer, mas Jesus foi severo em palavras e duro em atitudes com os que têm dificuldade de entender o mandamento máximo do amor", escreveu Marina.

Evangélicos criam movimentos contra Bolsonaro por todo o país

"A pregação de ódio contra as minorias frágeis, a opção por um sistema económico que nega direitos e um sistema social que premia a injustiça, faz da campanha de Bolsonaro um passo adiante na degradação da natureza, da coesão social e da civilização. Não é um retorno genuíno ao mandamento do amor, é uma indefensável regressão e, portanto, uma forma de utilizar o nome de Deus em vão".

Haddad respondeu ao apoio recebido pelo Twitter: "O voto de Marina Silva me honra por tudo que ela representa e pelas causas que defende. Nossa convivência como ministros foi extremamente produtiva e até hoje compartilhamos amizades de brasileiros devotados à causa pública. Esse reencontro democrático me enche de orgulho", divulgou.

Esquerda.net com Brasil de Fato.

Termos relacionados Internacional
(...)