Está aqui

Há 12 mil mortes por ano na União Europeia devido à poluição sonora

Segundo um relatório da Agência Europeia do Ambiente, publicado esta quinta-feira, um quinto dos habitantes da União Europeia está sujeito a poluição sonora. Esta entidade estima que, nesta região, há 12 mil mortes prematuras devido à “exposição ao ruído ambiental”.
Sinal sobre poluição sonora. Hong Kong, 2008.
Sinal sobre poluição sonora. Hong Kong, 2008. Foto de Carol Lin/Flickr.

É tudo menos um assassino silencioso mas é certamente uma causa de morte pouco notada. A poluição sonora perturba a saúde de um quinto das pessoas que habitam no espaço da União Europeia e vitima mesmo 12 mil pessoas por ano.

Estes dados constam do relatório Environmental noise in Europe 2020, divulgado esta quinta-feira pela Agência Europeia do Ambiente que mostra que a poluição sonora está a aumentar nesta região e que, nos próximos dois anos, esta tendência continuará.

Para além das “12 mil mortes prematuras, por ano, devido à exposição ao ruído ambiental”, há outras consequências como os “cerca de 48 mil casos anuais de doenças cardíacas isquémicas, ligadas ao excesso de ruído”, o aumento de perturbações do sono, entre outras.

E o problema pode ser de uma dimensão ainda maior. Os próprios especialistas admitem que as estatísticas em que se baseiam subestimam a questão.

A principal fonte de poluição sonora identificada é o tráfego rodoviário. Mas o transporte ferroviário e aéreo também são identificados como fontes de poluição sonoras nas cidades europeias.

Esta agência europeia não tem receitas para resolver a poluição ambiental. Os benefícios de muitas das medidas tomadas pelas cidades com o objetivo de reduzir os problemas advindos da poluição são difíceis de avaliar, avisam os seus especialistas. Zonas de limitação de velocidade máxima de 30 quilómetros por hora, alteração dos pavimentos antigos, melhorias de gestão de fluxos de circulação, promoção de meios de transporte menos poluentes do ponto de vista sonoro, como a bicicleta ou os veículos elétricos, criação de zonas “calma”, ou seja zonas pensadas para se poder escapar ao barulho urbano, têm sido algumas dessas medidas.

Termos relacionados Ambiente
(...)