Está aqui

Estado alemão compra 6 mil casas para controlar preços de arrendamento

Imobiliária estatal Gewobag faz a maior aquisição da sua história. Disponibilização de apartamentos a preços controlados é mais uma medida para controlar especulação, a par do congelamento das rendas por um período de cinco anos.
Estado alemão compra 6 mil casas para controlar preços de arrendamento
Foto de David Axman/Flickr.

As medidas de controlo dos preços de arrendamento na cidade de Berlim voltaram a ser reforçadas. Após a decisão de congelar os preços das rendas por um período de cinco anos a partir de 2020, o Estado alemão decidiu agora adquirir 6 000 apartamentos à imobiliária ADO Properties.

A maioria dos apartamentos estão localizados na periferia, nas zonas de Spandau e Reinickendorf, e custaram um total de 920 milhões de euros. A compra dos apartamentos, que serão disponibilizados a preços controlados, visa combater a especulação praticada no mercado imobiliário de Berlim e foi feita pela Gewobag, imobiliária do Estado alemão.

Michael Mueller, presidente da câmara, explica que esta compra “serve para manter os arrendamentos de Berlim estáveis e dar segurança aos inquilinos (…) continuaremos a construir novos apartamentos e a tornar o congelamento das rendas legalmente seguro”.

A partir de janeiro de 2020 entrará em vigor o congelamento por cinco anos das rendas na capital alemã. Recentemente aprovada, esta proposta foi apresentada por Katrin Lompscher, senadora para o Desenvolvimento Urbano e Habitação em Berlim, eleita pelo Die Linke.

Com este congelamento, os senhorios que façam novos contratos estão obrigados a cobrar o valor mensal que cobravam aos inquilinos anteriores e as obras de beneficiação nos imóveis podem levar a um acréscimo de 50 cêntimos por metro quadrado no valor da renda.

Termos relacionados Internacional
(...)