Está aqui

Espanha rejeita a proposta da CE de considerar centrais nucleares e a gás investimento verde

O ministério de Espanha da Transição Ecológica considera que admitir que as centrais nucleares e a gás natural estão incluídas na taxonomia verde europeia “seria um passo atrás”. O documento da Comissão Europeia também provocou críticas da Alemanha e da Áustria.
Central nuclear de Isar, que deve ser desmantelada em 2022, na Alemanha, foto de Bjoern Schwarz/Flickr
Central nuclear de Isar, que deve ser desmantelada em 2022, na Alemanha, foto de Bjoern Schwarz/Flickr

O Governo espanhol reiterou a sua recusa da proposta da Comissão Europeia (CE) de incluir as centrais nucleares a gás natural na tabela de classificação de opções verdes no quadro comunitário, o que seria “um passo atrás”, segundo El Diario.

Em resposta à proposta da CE, a Vice-Presidente e Ministra da Transição Ecológica e do Desafio Demográfico, Teresa Ribera, afirmou que “independentemente de se continuarem a fazer investimentos numa ou na outra, consideramos que não são energias verdes ou sustentáveis”.

A Espanha “é uma firme defensora da taxonomia verde como instrumento fundamental para referências comuns que podem ser usadas pelos investidores para a descarbonização da economia e para alcançar a neutralidade climática em 2050”. A ministra adverte que incluir a energia nuclear e o gás natural na taxonomia verde seria “um passo atrás”, que “não faz sentido e envia sinais errados para a transição como um todo”.

A Espanha considera que tanto a energia nuclear como o gás natural têm um papel na transição, mas “limitado no tempo”, peo que devem ser tratadas à parte e não como verdes, onde estão outras energias chave para a descarbonização e sem risco nem dano ambiental, explica o ministério em comunicado.

A ministra do Ambiente da Alemanha, Steffi Lemke, declarou: "Parece-me um erro absoluto que a Comissão Europeia pretenda incluir a energia nuclear no grupo das atividades económicas sustentáveis da União Europeia (UE)".

A ministra do Ambiente e da Energia da Áustria, Leonore Gewessler, que é ecologista, acusou a CE de lavar de verde a energia nuclear e o gás natural, que na sua opinião “são prejudiciais ao clima e destroem o futuro das nosso crianças". Leonore Gewessler garantiu que o Governo austríaco estudará o projeto em pormenor e que, se a proposta da Comissão for aplicada, levará o assunto ao Tribunal de Justiça da União Europeia.

Termos relacionados Ambiente
(...)