Está aqui

Enfermeiros em greve no Hospital de Santarém

Sindicatos alertam para “situação grave” com a falta de 100 novas contratações. Terça-feira tem início uma greve de três dias.
Hospital de Santarém. Foto Ministério da Saúde.

A carência de enfermeiros no Hospital de Santarém ficou mais evidente com a passagem dos Contratos Individuais de Trabalho para o regime das 35 horas. Segundo o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP), citado pela agência Lusa, “faltam 100 enfermeiros de acordo com as regras de Dotações Seguras” no Hospital de Santarém.

Esse é o principal motivo da greve que tem início na próxima terça-feira às 8h e termina às 24h de quinta-feira. Segundo o SEP, a administração do hospital reconheceu a necessidade de contratar 38 enfermeiros, 10 dos quais para repor a saída de profissionais desde outubro de 2017. E autorizou a contratação de 49 novos enfermeiros, um número que fica a metade do exigido pelo sindicato.

“Como se constata, entre a obrigatoriedade do número de enfermeiros a contratar e as necessidades de acordo com o regulamento da profissão existe uma enorme discrepância. Ainda assim, do Governo, nem uma nem outra!”, critica o SEP, que anuncia a realização de um cordão humano com profissionais e utentes na quinta-feira às 11h à porta do hospital de Santarém.

Termos relacionados Sociedade
(...)