Está aqui

Crise na imprensa escrita reduz número de edições impressas

Desde o início do ano dezoito jornais solicitaram a passagem para suporte online, deixando de ser impressos. Mais de uma dezena cancelaram mesmo o seu registo na Entidade Reguladora para a Comunicação Social.

Segundo refere à Lusa, citada pela TSF, fonte da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) houve diversas alterações no formato de suporte de publicações de títulos, nomeadamente a passagem de dezoito para o suporte unicamente digital para as suas publicações.

Em declarações à Lusa, a mesma fonte refere que 14 órgãos de comunicação social cancelaram o seu registo na ERC desde o início de 2020, referindo que “desde 01 de janeiro de 2020 e até à presente data foram solicitados à ERC 14 cancelamentos de registos de publicações periódicas por não estarem a editar".

A pandemia da covid-19 agravou ainda mais a situação que se vivia na comunicação social, nomeadamente na imprensa escrita, tendo reduzido a publicidade gerada.

O presidente da Associação de Imprensa de Inspiração Cristã (AIC), numa reunião com o Presidente da República no passado dia 24 de abril, considerava que o número de jornais que deixaram de fazer impressão pudesse estar perto dos 30.

Termos relacionados Sociedade
(...)