Está aqui

“Adiós Rajoy”: Moção de censura obtém maioria para derrubar Governo do PP

O Partido Nacionalista Basco (PNV) e o Partido Democrata Europeu Catalão (PDeCAT) anunciaram esta quinta-feira o seu apoio à moção de censura apresentada pelos socialistas espanhóis, assegurando os votos necessários para derrubar o Governo de Mariano Rajoy.
Mariano Rajoy. Foto La Moncloa/Flickr.

A moção de censura construtiva que será votada esta sexta-feira, dia 1 de junho, ultrapassará, desta forma, os 176 votos necessários à sua aprovação, que se traduzirá na queda do Governo espanhol e no empossamento de Pedro Sánchez enquanto líder do executivo.

A proposta do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE) contará com os votos a favor do PSOE, Unidos Podemos, Compromís (Valência), Esquerda Republicana da Catalunha (ERC), Nueva Canarias (partido que se candidatou coligado com o PSOE), Partido Democrata Europeu Catalão (PDeCAT - partido de Puigdemont), Partido Nacionalista Basco (PNV) e coligação basca EH Bildu.

Partido Popular (PP), Unión del Pueblo Navarro (UPN) e Foro Asturias (partidos conservadores que se candidataram em coligação com o PP), Coalición Canaria (CC) e Ciudadanos (Cs) votarão contra a iniciativa.

A moção de censura construtiva foi apresentada pelo PSOE após o anúncio da sentença do caso Gürtel, que resultou em condenações pesadas para o tesoureiro, vários dirigentes e autarcas do Partido Popular e, pela primeira vez, na condenação do próprio partido por corrupção.

Esta é a quarta moção na história espanhola e será a primeira a ser aprovada.

Termos relacionados Internacional
(...)