You are here

Reino Unido mais perto de ir a votos em dezembro

O líder da oposição anunciou o levantamento do bloqueio a eleições antecipadas e promete lançar “a campanha mais ambiciosa e radical pela mudança que este país jamais assistiu”.
Boris Johnson no debate desta segunda-feira. Foto Parlamento britânico/Instagram

Se na segunda-feira a proposta dos conservadores para antecipar as eleições não obteve a maioria necessária de dois terços, a nova proposta que irá a votos esta terça-feira só precisa de maioria simples para passar.

É conhecida a vontade do primeiro-ministro Boris Johnson em ir às urnas a tempo de aproveitar a vantagem que lhe dão as sondagens, mas essa vontade esbarrou sempre na oposição dos trabalhistas. Na segunda-feira, a necessária maioria de dois terços não foi atingida, com a grande maioria dos deputados trabalhistas a absterem-se na votação.

O partido de Jeremy Corbyn colocava como condição para aceitar eleições antecipadas o afastamento do cenário de saída da UE sem acordo. Com a luz verde de Bruxelas ao novo prazo de adiamento do Brexit até ao fim de janeiro, os trabalhistas viram cumprida essa condição e Corbyn anunciou esta terça-feira que o partido irá agora lançar “a campanha mais ambiciosa e radical pela mudança que este país jamais assistiu”. "O No Deal está fora da mesa e por isso o Labour apoiará esta noite a eleição geral”, afirmou Corbyn na sua conta Twitter.

Para além dos trabalhistas, também os liberais e os nacionalistas escoceses estão de acordo com a antecipação das eleições. Neste cenário, o centro da discórdia deve ser a data escolhida para a eleição. A primeira proposta de Boris Johnson foi o dia 12 de dezembro, mas foi criticada por apanhar os estudantes universitários em trânsito. E também por permitir que os conservadores voltem a trazer ao parlamento o debate sobre o acordo de saída, apesar de terem prometido que não o fariam.

Os liberais e nacionalistas escoceses querem o dia 9 de dezembro, de forma a impedir qualquer aprovação do acordo de saída antes da dissolução do parlamento, que os prazos obrigariam a acontecer já esta sexta-feira. Em caso de aprovação das eleições antecipadas, o cenário mais provável é que se realizem nessa semana de 9 a 13 de dezembro, no dia que reunir maior consenso.

Termos relacionados Brexit, Internacional
(...)