You are here

EUA: médicos queixam-se de falta de material

Médicos e enfermeiros dos EUA estão a usar a hashtag #GetMePPE para pedir equipamentos de proteção individual e lançam petição a reivindicar apoios do Governo federal.
Pessoal de saúde a colocar EPI
Pessoal de saúde a colocar EPI. Foto de hospitalclinic/flickr

Os profissionais de saúde e outros trabalhadores da linha da frente estão a pedir equipamentos de proteção individual (EPI) através de plataformas online. A falta de equipamentos como respiradores, viseiras, batas e luvas tem desesperado o pessoal dos hospitais norte-americanos. No Twitter a hastag #GetMePPE (dêem-me EPI) está a servir de pedido de ajuda e de denúncia desta situação.

Há casos como o de um anestesiologista que usou um saco de plástico na cabeça durante uma intervenção. Há equipamentos de proteção descartáveis que estão a ser usados várias vezes pelos mesmos profissionais. O pessoal de saúde considera que a proteção dos profissionais e da comunidade está em risco por falta de EPI.

Além da hashtag, há iniciativas como a dos estudantes de medicina de Nova Iorque, que estão a recolher donativos através do site PPE2NYC.org (EPI para Nova Iorque). E, à escala dos EUA,  foi criado o site GetUsPPE.org, onde os utilizadores podem manifestar as suas necessidades de EPI ou possibilidades de oferta destes equipamentos.

O GetUsPPE.org, para além de funcionar como uma plataforma de aquisição pública, lança uma petição dirigida ao Presidente Donald Trump para que: 1) Impulsione o fornecimento de EPI; 2) promova uma orientação universal sobre as melhores práticas para desinfetar e reutilizar EPI, principalmente N95 (máscaras) e outros respiradores, viseiras faciais e óculos de proteção durante esta pandemia, 3) Aumente o fornecimento de ventiladores, fazendo encomendas em massa, a uma escala que só o governo federal pode, à semelhança do que já fizeram a Coreia do Sul, a Alemanha, a Itália, o Reino Unido e a China; 4) Desenvolva uma estratégia nacional coesa para compartilhar as melhores práticas, identificando quais instalações precisam de EPIs e ventiladores e distribuindo o equipamento de proteção à vida; 5) Desenvolva e divulgue diretrizes claras para os profissionais de saúde e hospitais para limitar o risco de infeção de equipa; 6) Aconselhe urgentemente que as cirurgias eletivas e outras consultas médicas não urgentes sejam canceladas.

O GetUsPPE.org apela ainda à assinatura de uma petição ao Congresso para "Apoiar as prioridades de assistência médica para um projeto de lei de estímulo COVID-19", com os seguintes princípios: garantir a segurança da saúde é o dever e a responsabilidade fundamentais do governo em todos os níveis - federal, estadual e local; proteger a saúde dos americanos em tempos de crise deve ser um esforço unificador, não deve e não pode ser fator de divisão; a necessidade de ação imediata e direcionada para lidar com a atual epidemia de coronavírus; a necessidade de investimentos sustentados em saúde pública para responder a esta crise aguda e preparar o país para futuras epidemias.

Termos relacionados Covid-19, Internacional
(...)