You are here

Comparação com Hitler não incomoda Donald Trump

Durante uma entrevista no programa "Good Morning America" da ABC News, gravada no final de 2015, Donald Trump afirmou que a comparação com Hitler não o incomodava.

"O que eu estou a fazer não é diferente do que Franklin Roosevelt fez – do que a sua solução para alemães, italianos, japoneses. Este é um presidente que é altamente respeitado por todos", referiu Trump, reforçando que “se olhar para o que ele estava a fazer, era muito pior".

"Estamos agora em guerra. Temos um presidente que não quer dizer isso, mas agora estamos em guerra", frisou.

O empresário, ex-apresentador de reality show e presidente eleito dos Estados Unidos assinalou então algumas das promulgações presidenciais emitidas por Roosevelt sobre “estrangeiros alemães, estrangeiros italianos, estrangeiros japoneses".

"Eles não podiam afastar-se cinco milhas das suas casas, não estavam autorizados a usar rádios, lanternas", lembrou Trump. "Veja o que o Franklin Roosevelt fez há muitos anos, e é um dos presidentes mais respeitados... Atribuíram o seu nome a várias ruas", adiu.

Questionado sobre se queria recuperar políticas como essas, o agora presidente dos EUA respondeu que, ainda que não goste de “trazê-las de volta”, esta é uma medida temporária necessária.

Comentários (1)