Reforma Curricular no Básico e Secundário

A proposta de Nuno Crato tem apenas duas páginas de texto e outras duas com quadros anexos e deixa muitas perguntas sem resposta. Mas a falta de debate prévio à apresentação desta reforma e a urgência do ministro têm uma razão: é preciso tirar dinheiro à escola pública e despedir professores, à custa da amputação de áreas curriculares fundamentais para o desenvolvimento dos estudantes. Dossier coordenado por Luís Branco

14 de março 2012 - 15:34
PARTILHAR

Neste dossier, mostramos as críticas do Conselho Nacional de Educação ao plano de Nuno Crato, visto por muitos como um regresso ao passado; Ana Drago diz quais são os alvos dos cortes previstos e Cecília Honório explica o sentido das mudanças na última década; temos algumas Perguntas & Respostas sobre a reforma e ouvimos os argumentos do Movimento Escola Pública e de professores em defesa da manutenção das disciplinas de Formação Cívica e da Educação Visual e Tecnológica.

Termos relacionados: