Está aqui

Sandra Cunha

Feminista e ativista. Socióloga.

Artigos do Autor(a)

22 de Junho, 2016 - 14:57h

Todos e todas têm o direito de passear mão na mão, sem culpa, sem vergonha, sem medo.

15 de Abril, 2016 - 13:20h

No passado dia 1 de abril, uma reportagem do Observador dava conta de que para a direção do Colégio Militar, a homossexualidade é, a par dos roubos ou da droga, um tabu naquela instituição escolar.

31 de Março, 2016 - 23:11h

Em Moçambique as raparigas foram proibidas, este ano letivo, de usar saias curtas nas escolas. Jorge Ferrão, ministro da Educação, defende a medida argumentando que visa a “proteção das meninas”.

23 de Março, 2016 - 16:05h

On the 1st March, a new law granting same-sex couples the right to adopt came into effect. Finally Portugal has become more equal, and as a result it will be fairer and healthier. By Sandra Cunha.

13 de Março, 2016 - 18:40h

A Lei que permite a adoção de crianças por casais do mesmo sexo entrou em vigor a 1 de março. Temos finalmente, um país mais igualitário e por isso mais justo e mais saudável.

9 de Janeiro, 2016 - 10:57h

Em 2014 morreram em Portugal, em contexto de violência doméstica, 40 mulheres. Em mais de 80% dos casos, foram mortas às mãos de quem, um dia, lhes jurou amor e a esperança de um futuro conjunto.

7 de Novembro, 2015 - 11:06h

Depois de dois mandatos a clamar por responsabilidade e estabilidade política eis que Cavaco Silva fez exatamente o contrário do que instiga os outros a fazerem.

15 de Outubro, 2015 - 15:35h

A Caravana Feminista 2015 saiu do Curdistão no dia 8 de Março, viajou pelo norte, sul, este e oeste da Europa e chega a Lisboa nos dias 15, 16 e 17 de Outubro. É a 4ª ação Internacional da Marcha Mundial das Mulheres e trará 600 mulheres vindas de todos os cantos do mundo.

19 de Agosto, 2015 - 23:48h

O Governo que já não consegue esconder a sua matriz conservadora e tenta mascarar a homofobia que o caracteriza com os direitos da criança.

24 de Julho, 2015 - 11:45h

Portugal está melhor. Para um punhado de gente sem escrúpulos que acha que pode espezinhar todo um país em proveito próprio. Mas os portugueses e portuguesas, estariam infinitamente melhor sem Passos.

Páginas