Está aqui

Rita Gorgulho

Designer gráfica

Artigos do Autor(a)

9 de Julho, 2014 - 00:00h

Se temos o direito de ter uma escola pública acessível a todas as crianças, temos a obrigação de as vacinar. E digo obrigação porque acredito que este é um ato de saúde pública e que defende o interesse e bem estar de todos.

6 de Junho, 2014 - 09:39h

Obrigar uma criança a frequentar a aprendizagem da religião católica é, para o ministro Crato, o mesmo que essa criança praticar desporto ou aprender uma língua.

19 de Maio, 2014 - 01:26h

Uma escola democrática é aquela que permite aprender e crescer em todos os sentidos, é crítica, é intercultural, é inclusiva e com igualdade de oportunidades. É para todos. Forma cidadãos, não máquinas. É livre. Não tem exames de 4º ano.

6 de Março, 2014 - 23:43h

Há dados chocantes. Um deles é que na UE as mulheres trabalham mais 59 dias por ano para ganhar o mesmo que os homens. Outro é a comparação com Portugal, onde elas trabalham ainda mais 7 dias do que a média europeia —aqui, temos de trabalhar mais 65 dias para o nosso salário ser equivalente ao deles.

8 de Fevereiro, 2014 - 01:10h

Quantos pais não têm agora continentes a separá-los dos filhos, quantos avós não poderão ver os netos crescer? São gerações perdidas para alimentar o sucesso dos mercados, que afinal é o único que interessa a quem nos governa.

9 de Janeiro, 2014 - 23:58h

Este ano todos os meninos têm de ler, interpretar, caracterizar sete livros. Todos têm metas de prazer automático a cumprir. Mas as escolas públicas não têm os livros, nem sequer dinheiro para as fotocópias.

16 de Novembro, 2013 - 00:07h

Ingrata que sou e me assumo, não quero mais este remédio, que não cura mas mata.

18 de Outubro, 2013 - 16:30h

Estes pais tiveram a coragem de partilhar a história dos seus filhos com o ministro. Enviaram-lhe mais de 100 mensagens contando quem são, mostrando que como qualquer criança têm nome, rosto, amigos e que gostam de ir à escola.

20 de Setembro, 2013 - 00:03h

Falam-me de “liberdade de escolha” no ensino, mas a liberdade passa por a escola poder proporcionar a todos o mesmo acesso à educação, com a mesma qualidade; é todos poderem ir mais além, independentemente de serem do campo ou da cidade, do litoral ou do interior, do norte ou do sul.

28 de Julho, 2013 - 00:05h

Obstáculos parece-me ser aquilo com que as crianças mais estão habituadas a lidar. Começam logo no 1º ano, ao partilhar a sala com 25 colegas de turma. A partir do 2º ano, começam a padecer de uma maleita transversal a todos os ciclos: o examinês.

Páginas