Está aqui

José Manuel Pureza

Deputado e Vice-Presidente da Assembleia da República. Dirigente do Bloco de Esquerda, professor universitário.

Artigos do Autor(a)

25 de Dezembro, 2019 - 11:15h

O que extremou campos não foi o 25 de abril, foi a ditadura e a negação da liberdade e direitos. Os expoentes da ditadura não merecem homenagens dos democratas que branqueiem o que fizeram.

22 de Dezembro, 2019 - 17:37h

A direita tradicional e a extrema direita são ambas pró-sistema, defendem por igual o sistema económico e abjuram o Estado sempre que este põe em risco esse sistema.

8 de Dezembro, 2019 - 17:08h

Os cínicos de sempre desdenham de Greta Thunberg. Compreende-se. São cínicos e é com cinismo que disfarçam a sua estratégia de nada mexer de essencial para combater as alterações climáticas.

24 de Novembro, 2019 - 12:05h

Sim, foi um músico genial, exigentíssimo, inventor da maravilha em meia dúzia de acordes e em arranjos dissonantes. Sim, foi um poeta da música raro, militante da palavra ardente, às vezes mordaz outras vezes emocionante, sempre desinstalador. Por José Manuel Pureza

11 de Novembro, 2019 - 16:08h

Que a deficiência é causa de discriminações e de negação de direitos é uma evidência. Esse é um sinal de atavismo da sociedade e de continuada desatenção dos poderes.

27 de Outubro, 2019 - 15:21h

Muito mais que uma disputa sobre fronteiras, o ataque turco ao Curdistão Sírio e o apoio dado por americanos, russos e europeus a Erdogan é um combate contra a intensidade da democracia assumida pelo autogoverno curdo em Rojava.

13 de Outubro, 2019 - 11:03h

Há mudanças e continuidades no horizonte antecipável da nova legislatura.

21 de Setembro, 2019 - 16:28h

Há quem ache que aquilo dos empecilhos era para a esquerda. Pois eu não acho. Acho mesmo que o que o Deputado Carlos Pereira quis vincar foi a necessidade de rutura do PS com velhas alianças fundas que orientaram governações anteriores para a direita.

15 de Setembro, 2019 - 14:36h

Dizer sem subterfúgios ao que se vem, mostrar com clareza os propósitos – eis uma qualidade rara em política, que merece ser elogiada. Dou aqui três exemplos que cumpre enaltecer.

2 de Setembro, 2019 - 14:37h

A falta de contratação de obstetras para as maternidades de Coimbra e a “racionalização de meios” do serviço de pneumologia são rostos, em Coimbra, do que é um serviço público de importância essencial amarrado ao cumprimento de metas orçamentais impostas por Bruxelas.

Páginas