Está aqui

José Manuel Pureza

Deputado e Vice-Presidente da Assembleia da República. Dirigente do Bloco de Esquerda, professor universitário.

Artigos do Autor(a)

14 de Abril, 2019 - 23:07h

O combate à precariedade tem na advocacia um terreno muito importante. É mais que tempo de aplicar a lei num setor onde ela é o instrumento de trabalho de todas as horas.

31 de Março, 2019 - 12:27h

Depois de meses de trabalho parlamentar sobre um pacote legislativo de combate à corrupção, PS e PSD acertaram à última hora as escapatórias que garantam a intocabilidade de alguns interesses poderosos.

18 de Março, 2019 - 14:44h

A manifestação de jovens na Avenida da Liberdade contra a violência racista, a greve feminista e a greve estudantil pelo clima mostram essa nova vitalidade do movimento social, a sua criatividade propositiva e a sua determinação transformadora.

4 de Março, 2019 - 10:48h

O combate contra a blindagem das hierarquias classistas, patriarcais ou racistas, a luta contra a política-ritual e o compromisso com o desbloqueamento de uma esquerda é uma caminhada grande. Não nos falta energia para a fazer.

17 de Fevereiro, 2019 - 16:07h

O feminismo é uma coisa de mulheres e de homens. É por causa da democracia e dos direitos de todos/as que eu sou feminista e apoio a greve feminista de 8 de março.

20 de Janeiro, 2019 - 10:02h

O estado catatónico a que chegou o PSD é a face direita do rosto português da implosão dos partidos do centro um pouco por toda a Europa.

6 de Janeiro, 2019 - 14:46h

O avanço da extrema direita é a queda coletiva das democracias de um vigésimo andar político, social e cultural.

24 de Dezembro, 2018 - 13:25h

O estado catatónico da direita orgânica deixa espaço para que a direita inorgânica se solte e para que isso alimente estratégias, por enquanto subterrâneas, de ganho de hegemonia da extrema direita nesse campo.

8 de Dezembro, 2018 - 13:43h

Em Portugal, a relação entre as prisões e os direitos humanos é a inversa da que devia ser.

26 de Novembro, 2018 - 10:37h

Isabel Moreira escreveu e a Lápis de Memórias editou. Chama-se “Cela” e é um livro que vos recomendo.

Páginas