Está aqui

Carlos Carujo

Professor.

Artigos do Autor(a)

27 de Agosto, 2013 - 00:02h

O partido do Estado mínimo e da concessão a privados dos espaços e bens públicos e o do esbanjamento propagandístico de recursos públicos para se eternizar no poder são afinal um só e o mesmo.

23 de Julho, 2013 - 00:08h

Dessuburbanizar é o nome que se propõe aglomerar os vários projetos e formas de resgatar a vida face à cidade da anti-estética que nos rouba o prazer de viver e da cidade das desigualdades que nos retira o direito à qualidade de vida.

13 de Maio, 2011 - 00:00h

O desafio é olhar para fora e responder à política da crise e, ao mesmo tempo, olhar para dentro e para fora e responder à crise da política.

14 de Abril, 2011 - 10:28h

Numa altura em que nos transformámos todos/as em vítimas do monstro da especulação, há ainda quem ache que se deve substituir a alimentação compulsiva do monstro por uma dieta saudável que ele seria simpático em aceitar.

31 de Março, 2011 - 10:23h

O censo à nossa medida é a operação precária que esconde a precariedade que não cabe no bom senso.

17 de Março, 2011 - 03:15h

Entra finalmente em cena a crise política esperada. E, sob o pano de fundo da crise económica, a austeridade encena-se como alternativa à austeridade. Daí que a tragicomédia da vida política portuguesa seja de má qualidade: um entretenimento ligeiro para fugir à realidade, previsível e pastoso.

10 de Março, 2011 - 01:54h

Os governantes conservadores dos mais poderosos Estados europeus declararam estridentemente: o multiculturalismo falhou. Ao fazê-lo apoiam-se e estimulam preconceitos profundos da Europa “civilizada”, pronta a (re)descobrir bodes expiatórios em tempo de crise.

4 de Fevereiro, 2011 - 00:00h

Fanático do toque de Midas da privatização, Passos Coelho, iniciou a segunda vaga de liberalização extrema do seu discurso.

23 de Janeiro, 2011 - 11:00h

A ditadura tunisina subsistiu apoiando-se nos pilares dos apoios políticos internacionais, da sua relação privilegiada com o ex-colonizador e da sua subserviência interesseira ao FMI.

6 de Janeiro, 2011 - 12:02h

A excepcionalidade é sempre uma má anedota. Não é nela que se encontra o segredo da política. Não é ela que resolve crises.

Páginas