Está aqui

Plataforma 15 de Outubro apela a mobilização para Marcha da Indignação

Num comunicado de imprensa intitulado “Emigre o Governo. Lutamos Nós.”, a Plataforma 15 de Outubro apela à mobilização para a Marcha da Indignação, agendada para o dia 21 de janeiro, pelas 15h, com início no Marquês de Pombal, em Lisboa.
Foto de Paulete Matos.

“Perante um governo que apresenta aos seus cidadãos a porta da rua e que apela à emigração, em particular dos mais jovens e qualificados”, a Plataforma 15 de Outubro “apela à sociedade portuguesa: desempregados, trabalhadores, imigrantes, precários, estudantes e a todos cujas vidas e sonhos são destruídos em nome de uma crise da qual não são responsáveis, para que se juntem e, a 21 de Janeiro, mostremos juntos na rua que exigimos viver numa Democracia mais participativa e que em Democracia o poder é do povo e de mais ninguém!”.

No comunicado de imprensa, são identificados os “verdadeiros responsáveis pela crise da dívida soberana” que “ destroem a própria liberdade”. “Não é o povo que está a viver acima das suas possibilidades, mas sim banqueiros, patrões e multimilionários, bem como os políticos e governos
que os apoiam”, acusa a Plataforma 15 de Outubro.

Enquanto uns enchem os bolsos à custa da crise que criaram, “a precariedade laboral devora vidas e aspirações e condena grande parte da população à miséria e a uma vida sem futuro, sendo que o Orçamento aprovado pelo atual executivo, que “reproduz-se além das exigências da Troika”, vem agudizar as condições de vida da população.

“Quem ganha com a crise conta com o medo de quem se deixa explorar, não percebendo que lhes roubarão tudo. É inequívoco que roubam a própria dignidade e exigem a vida de joelhos. É por isso preciso a união para destruir esse medo”, conclui o documento.

AnexoTamanho
PDF icon 15out.pdf202.19 KB
Termos relacionados Sociedade
(...)