Está aqui

“Pela primeira vez, a direita unida obtém menos de 30% dos votos”

Reagindo às primeiras projeções das eleições europeias em Portugal, a coordenadora nacional do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, frisou que, a confirmarem-se estes resultados, existem duas notas a reter: “o Bloco continuará a ter voz no Parlamento Europeu”, e, pela primeira vez, “a direita unida obtém menos de 30% dos votos”.
Foto de Paulete Matos.

Pouco após serem conhecidas as primeiras projeções referentes aos resultados das eleições europeias em Portugal, Catarina Martins fez questão de “agradecer aos militantes do Bloco de Esquerda, que fizeram uma campanha com uma mobilização extraordinária”. “O partido esteve unido, mobilizado, e presente em todo o território nacional. Foi sem dúvida uma campanha com uma mobilização, um ativismo, que não pode deixar de nos dar a todos muito alento e muita força”, reforçou.

A coordenadora nacional do Bloco dirigiu ainda o seu agradecimento “aos muitos independentes que se juntaram nesta candidatura e que o fizeram não só apoiando as ações, não só dando a cara pelo programa e pela lista do Bloco, mas fizeram-no também integrando a lista desta candidatura, comprometendo-se e construindo este programa, e estando muito ativamente nesta campanha”.

“Fizemos esta campanha sem faltar a nenhum debate e sem deixar de trazer todos os temas que são essenciais nesta discussão”, avançou ainda a dirigente bloquista.

“Em todo o país, foi possível fazer esta campanha essencial, que é a do debate de ideias, da clarificação de posições e a compromisso dos candidatos”, acrescentou.

Catarina Martins registou ainda “a nota negativa” de uma abstenção muito elevada, salientando que não votar “nunca foi solução para nada”.

A confirmarem-se as projeções, a coordenadora nacional do Bloco defende que existem duas notas a reter: “pela primeira vez, a direita unida obtém menos de 30% dos votos” e o “objetivo principal do Bloco foi atingido - com a eleição da Marisa Matias, o Bloco continuará a ter voz no Parlamento Europeu”.

ESQUERDA.NET | Europeias 2014 | Noite eleitoral | Catarina Martins

Termos relacionados Europeias 2014, Política
(...)