Está aqui

Frases sobre o assassinato de Padre Max espalhadas pela cidade de Braga

Quando se assinalam 45 anos sobre o assassinato do Padre Max e de Maria de Lurdes, surgiram diversas frases na cidade de Braga, alusivas a este assassinato. Um dos espaços visados foi a estátua do Cónego Melo.
A estátua do Cónego Melo com inscrições alusivas ao assassinato do Padre Max | Fotografia: Carlos Dobreira

“Quem matou o padre Max?”, “Fascismo Nunca Mais” e “Morte ao Fascismo” são algumas das inscrições que surgiram na cidade de Braga no fim de semana em que passam 45 anos sobre do padre Maximino Barbosa de Sousa, mais conhecido como padre Max, e da estudante Maria de Lurdes Correia. 

Ambos foram mortos quando uma bomba fez explodir o automóvel onde seguiam, na Cumieira, perto de Santa Marta de Penaguião; regressavam de Vila Real, onde davam aulas de alfabetização gratuitas a adultos. Padre Max foi candidato independente pela União Democrática Popular (UDP) à Assembleia da República.  

Os responsáveis por este crime nunca foram condenados. Cónego Melo, que esteve ligado ao MDLP, foi diversas vezes referido como uma das pessoas relacionadas com este crime. 

A Estátua do Cónego Melo, colocada na cidade de Braga em 2013, foi um dos espaços visados pelas inscrições. Também surgiram pichagens nas freguesias de Palmeira e de Dume, bem como em duas paredes laterais da Igreja e do Convento do Pópulo, no centro da cidade. 

Termos relacionados Sociedade
(...)