Trabalhadores marcam semana de luta em janeiro

Os trabalhadores dos transportes vão realizar uma semana de luta com greves na segunda quinzena de janeiro. Protestam contra: A redução dos salários; o despedimento de trabalhadores no sector público de transportes; o fim dos Acordos de Empresa e da negociação coletiva; o fim do serviço público de transportes e a entrega das concessões a empresas privadas; a redução da oferta de transporte e o aumento das tarifas.

21 de dezembro 2011 - 15:43
PARTILHAR

A 13 de dezembro de 2011, os trabalhadores do setor público de transportes manifestaram-se em Lisboa, contra a política de transportes do Governo e aprovaram uma resolução que mandata “as suas organizações para desenvolverem uma semana de luta, com greves, na segunda quinzena de Janeiro, de acordo com esquema a decidir em nova reunião de organizações de trabalhadores do setor, a realizar dia 4 de Janeiro, de 2012, às 10 horas”.

Na resolução, os trabalhadores salientam que “o chamado “Plano Estratégico de Transportes” que de estratégico nada tem, antes sendo um inaceitável projeto de eliminação do direito de deslocação dos portugueses e de colocação das empresas e infraestruturas de transporte ao serviço de interesses privados”.

Na resolução é ainda sublinhado que “os trabalhadores dos transportes e comunicações não baixarão os braços em defesa de um sector público que preste um serviço de qualidade às populações e continuarão a lutar: Contra o roubo e congelamento dos salários; pela defesa dos Acordos de Empresa construídos em processo de livre negociação com as administrações; pela defesa do direito à negociação coletiva e da valorização dos salários e das condições de trabalho; pela defesa dos postos de trabalho e combate a todas as formas de precariedade; contra a toda e qualquer alteração da legislação de trabalho que vise precarizar, ainda mais, as relações de trabalho em Portugal”.

Termos relacionados: