Está aqui

Lula continua à frente das sondagens

Lula da Silva continua à frente das intenções de voto na primeira sondagem eleitoral após a sua detenção. Mesmo preso, o ex-presidente do Brasil pode ser candidato às eleições presidenciais de outubro.
Lula continua à frente das sondagens

Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-presidente do Brasil detido no passado dia 7 de abril, continua a liderar as intenções de voto para as eleições presidenciais do país.

Ainda que observe uma descida face às últimas sondagens - realizadas antes da sua detenção - Lula continua a reunir 31% das intenções de voto para as presidenciais de outubro. 

Na sondagem da Datafolha, divulgada hoje, em segundo lugar continua o candidato de extrema direita, Jair Bolsonaro, com 15% das intenções de voto - também com um valor inferior ao observado nas sondagens anteriores. Já Marina Silva, ex-ministra do Ambiente de um governo de Lula da Silva, recolhe 10%.

Por seu turno, Michel Temer, atual presidente do país, ainda não anunciou uma eventual candidatura e recolhe mínimos históricos nas intenções de voto: apenas 2%.

O PT continua a considerar Lula da Silva como o candidato do partido e diz que irá registrá-lo enquanto tal no dia 15 de agosto. Mesmo preso, Lula continua a poder ser candidato, numa decisão final que caberá ao Tribunal Superior Eleitoral do país.

Guilherme Boulos e Manuela D’Ávila, pré-candidatos presidenciais do PSOL e do PCdoB, respetivamente, já vieram garantir que as diferenças programáticas para as eleições não impedem a sua “unidade como reação ao momento sombrio atual”. Para ambos os pré-candidatos presidenciais, “é urgente a construção de uma unidade democrática contra a prisão arbitrária de Lula, a escalada da intolerância política e a garantia de eleições livres”.

Termos relacionados Internacional
(...)