You are here

Deteção de ondas gravitacionais recebe prémio Breakthrough especial

O prémio Breakthrough especial para a Física Fundamental deste ano, no valor de três milhões de dólares, foi para a deteção das ondas gravitacionais, cem anos depois de Albert Einstein ter previsto a sua existência.
Foto de Image Editor/Flickr

O Comité de Seleção do prémio Breakthrough para a Física Fundamental anunciou hoje a entrega de um prémio Breakthrough especial para reconhecer os cientistas e engenheiros que contribuíram para a deteção momentânea de ondas gravitacionais, algo que ocorreu a 11 de fevereiro de 2016.

O prémio especial pode ser entregue a qualquer momentos como reconhecimento de um feito científico extraordinário. O prémio, no valor de três milhões de dólares, será dividido por Ronald W. P. Drever, Kip S. Thorne e Rainer Weiss, os três fundadores do Observatório de Ondas Gravitacionais Laser Interferómetro (LIGO, sigla em inglês) e pelos 1012 investigadores que contribuíram para a experiência.

Stephen Hawking, que venceu um prémio Breakthrough especial em 2013 afirmou que “esta descoberta tem um enorme significado: em primeiro lugar, prova a relatividade geral e as suas previsões de interações entre buracos negros, em segundo lugar como o início de uma nova astronomia que vai revelar o universo num novo meio”. 

O prémio Breakthrough para a Física Fundamental foi criado em 2012 pelo empresário e físico russo Yuri Milner. Depois da sua instituição, passou a ser atribuído também às Ciências da Vida e Matemática. A atribuição do prémio é um evento de passadeira vermelha nos Estados Unidos, e este ano os prémios serão entregues (além do prémio especial, também para a Física Fundamental, um prémio diferente do prémio especial, para as Ciências da Vida e para Matemática) para 2017, que terá lugar no outono.

Artigos relacionados: 

Termos relacionados Ciência, Cultura
(...)