Está aqui

Adriano Campos

Sociólogo, dirigente do Bloco de Esquerda e ativista contra a precariedade.

Artigos do Autor(a)

16 de Junho, 2016 - 00:13h

O largo consenso que se constrói em defesa da Escola Pública é a desgraça de uma direita que defende apenas os seus.

14 de Abril, 2016 - 00:00h

Ilídio Pinho foi patrão de ex-ministros e bom cliente do offshore do Panamá. Segundo Rafael Marques, foi também testa-de-ferro de Isabel dos Santos na compra da EFACEC.

22 de Março, 2016 - 13:37h

Ainda se lembra da Coligação Portugal à Frente (PAF)? O compromisso eleitoral, como podemos ler, era farto em promessas de uma "exemplaridade" política.

10 de Março, 2016 - 14:50h

A fictional tale based on true events. While exiting the Eurogroup meeting, Maria Luís Albuquerque expressed her concern regarding the scenario of political instability in Spain, hoping that this scenario will not jeopardise years of sacrifice and budgetary rigor. By Adriano Campos.

4 de Março, 2016 - 13:32h

A EDP ameaça o conjunto dos seus clientes com a imposição dos custos da tarifa social dos mais pobres. Já a Endesa, apressou-se a agitar a retaliação sobre a "qualidade do serviço" - apagões?!

17 de Fevereiro, 2016 - 16:42h

À saída da reunião do Eurogrupo, Maria Luís Albuquerque afirmou ver com grande apreensão o cenário de instabilidade política em Espanha, esperando que tal cenário não ponha em causa anos de sacrifício e rigor orçamental.

10 de Janeiro, 2016 - 17:29h

O crescimento da filantropia parece estar associado a todos os períodos em que o crescimento massivo da riqueza é acompanhado pelo aumento das desigualdades sociais.

25 de Dezembro, 2015 - 10:13h

O sistema bancário português faliu em 2008. Desde então, BPN, BPP, BES e agora o Banif são os episódios de uma morte anunciada.

16 de Dezembro, 2015 - 10:55h

Os anos de exposição televisiva conferiram-lhe uma popularidade que vale mais do qualquer máquina eleitoral, mas há razões fortes para não votar em Marcelo nas próximas eleições.

29 de Outubro, 2015 - 09:12h

Quebrou-se o feitiço. Um governo feito de papel e encenação, é o que restou à direita estarrecida, vendo o carrossel da alternância política despedaçado pelo milhão de votos à esquerda.

Páginas