Está aqui

Curso Popular de Economia arranca em Pombal no dia 9

Economistas e investigadores apresentam aulas de introdução à economia e à história do pensamento económico, crises e mercados financeiros, ou políticas públicas de desenvolvimento territorial. Guarda e Porto são os próximos destinos deste curso.

A iniciativa partiu da Cultra — Cooperativa Cultura do Trabalho e Socialismo e junta jovens economistas, investigadores e ativistas. A primeira sessão deste Curso Popular de Economia tem lugar este sábado no Salão Nobre dos Bombeiros Voluntários de Pombal (ver programa).

“Sempre que ligamos a televisão, abrimos jornais ou procuramos informação online, é impossível não sermos confrontados com dados, siglas, conceitos, indicadores económicos, normalmente explicados por “especialistas” que monopolizam os espaços de formação de opinião”, refere a apresentação da iniciativa que pretende “democratizar o debate económico, fornecendo instrumentos de análise crítica da economia e das políticas económicas a pessoas sem formação académica na área”.

“Pretende-se que os/as participantes aprendam ideias-chave e disponham de ferramentas de interpretação que lhes permitam analisar criticamente artigos, livros, dados e discussões públicas sobre a economia de um ponto de vista alternativo, crítico e informado”, resume a Cultra.

As aulas serão lecionadas por Gonçalo Pessa - Economista no Banco de Portugal -, Guilherme Ferreira - Economista e analista estatístico no Instituto Nacional de Estatística -, Izaura Solipa - Economista na Assembleia da República e no Banco de Portugal -, Raúl Lopes Professor associado no departamento de Economia Política do ISCTE e investigador no Dinâmia’CET-IUL Centro de Estudos sobre a Mudança Socioeconómica e o Território - e Ricardo Vicente – Engenheiro Agrónomo, membro do Observatório da Mata Nacional de Leiria.

Depois desta sessão em Pombal, o Curso Popular de Economia segue para a Guarda (dia 23 de junho) e Porto (de 30 de junho a 1 de julho).

 

Termos relacionados Cultura
(...)