Barragens

Na cerimónia organizada pela autarquia, a coordenadora bloquista reafirmou o seu compromisso com a causa do povo da região, que continua a reclamar o pagamento dos impostos por parte da EDP em relação às barragens ali instaladas.
 

O Movimento Terra de Miranda apela aos municípios com barragens que impeçam as avaliações até serem corrigidas as "graves e grosseiras ilegalidades" das instruções da Autoridade Tributária, que não consideram o valor dos equipamentos.

Na sequência das notícias de que a Autoridade Tributária deixou caducar o pagamento do IMI às barragens, o partido vai chamar ao Parlamento o secretário de Estado dos Assuntos Fiscais e a diretora do Fisco.

Mariana Mortágua assinalou que é incompreensível que, passados três anos, não tenha sido possível recuperar os impostos do negócio milionário de vendas das barragens. EDP continua sem pagar o IMI, apesar da determinação para o efeito ter já vários meses.