You are here

Campanha chega ao fim com incerteza nas sondagens

Foto Pedro Prats/FlickrRestam poucas horas para os doze candidatos à Câmara Municipal de Lisboa tentarem convencer os 532.302 eleitores recenseados na capital da necessidade de votarem no próximo domingo. A campanha oficial durou uma semana e a abstenção é o maior adversário da maior parte dos candidatos. Também por causa disso, os resultados das sondagens publicadas nas últimas horas não são coincidentes, embora todas dêem como certa a vantagem do candidato do PS e a eleição de José Sá Fernandes, que esta noite encerra a campanha com uma arruada na baixa e um jantar ao ar livre no bairro da Bica.

Os resultados das três sondagens agora publicadas, da responsabilidade dos centros de estudo da Univ. Católica, Eurosondagem e Intercampus, são unânimes em atribuir a vitória nesta eleição intercalar a António Costa, que oscila entre os 32,5% (6/7 vereadores) na Eurosondagem, 33% (7 vereadores) na Univ. Católica e os 37,1% (7/8 vereadores) na Intercampus. A confirmarem-se as sondagens mais optimistas, o candidato do PS ficaria à distância de um vereador para obter a maioria absoluta.

Os estudos de opinião dividem-se a partir daqui, e o segundo lugar é disputado por Negrão (entre 15 a 18,4%, 3 a 4 vereadores) e Carmona (12 a 16%, 2 a 3 vereadores). É na sondagem da Intercampus que Carmona passa à frente de Negrão, mantendo-se o candidato do PSD à frente do ex-presidente da Câmara na Eurosondagem e Univ. Católica.

Helena Roseta é a candidata que mais oscila nas sondagens, entre o quarto e o sexto lugar. Os estudos dão-lhe o apoio de 4,5% a 12%, podendo eleger-se a si própria ou a mais um vereador. Ruben de Carvalho conseguirá, de acordo com as sondagens, eleger de 1 a 3 vereadores, com um score entre 7,7% (Eurosondagem) e 13,6% (Intercampus). E José Sá Fernandes consegue nas sondagens o apoio entre 5,5% e 8% do eleitorado, resultado que, a confirmar-se nas urnas, lhe garante a eleição.

A não-eleição do candidato do CDS, Telmo Correia, é dada como certa nas sondagens, à excepção da Eurosondagem, que lhe dá o acesso à vereação com 4% das intenções de voto. Ao contrário da análise da Intercampus, cuja conclusão diz que Telmo está agora a disputar o oitavo lugar com Garcia Pereira, com 2,4%.

Termos relacionados Política