You are here

Covid-19: Espanha já está na segunda vaga e outros países europeus estão por dias

Um estudo defende que Espanha já se encontra na segunda vaga. O país vizinho conta com perto de meio milhão de casos, acima de Itália (mais de 277 mil), França (mais de 324 mil), Reino Unido (mais de 345 mil) e Portugal (mais de 60 mil).
Segunda vaga de covid-19 na Europa
Foto de Pedro Almeida | Esquerda Net

Segundo a Lusa, um estudo conhecido hoje e desenvolvido pelo Hospital Universitário Germas Trias i Pujol e pela Universidade Politécnica da Catalunha, que foi enviado à Comissão Europeia, avisa que a Espanha já se encontra numa segunda vaga da covid-19. Outros países da Europa podem entrar nesta segunda vaga numa questão de dias.

O documento chamado “Análise e previsão da covid-19 para a União Europeia” alerta que o atual momento é essencial para travar uma segunda vaga de covid-19, caso nada seja feito, a situação pode ser semelhante à de março.

Os investigadores questionam-se o porquê da Espanha estar a liderar o número de novos casos, já que é um país onde a atividade social e cultural se faz ao ar livre. O estudo defende que “o efeito dos bares e dos restaurantes pode ter repercussões na evolução das epidemias”, locais onde o distanciamento físico é difícil de cumprir. O documento refere que a taxa de contágios é 20 vezes mais baixa em espaços ao ar livre quando é comparada com espaços fechados.

O relatório aponta como causa do atual estado da Espanha, o levantamento prematuro das restrições à mobilidade interna, nomeadamente entre províncias, que foi feito muito antes que outros países da UE, numa altura em “a taxa de casos positivos podia ser três vezes superior ao que estava a ser efetivamente detetado”.

A Espanha conta com perto de meio milhão de casos de covid-19 e está longe de outros países europeus: Itália (mais de 277 mil), França (mais de 324 mil), Reino Unido (mais de 347 mil) ou Portugal (mais de 60 mil).

De acordo com dados da agência EFE, citados pela Lusa, a Espanha também lidera o número de novos casos nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes com 216,8 infeções, à frente da França (98,2), da Roménia (69,9), da Ucrânia (65,7), da Bélgica (49,2) e dos Países Baixos (40,4).

O estudo já conta com traduções em vários países da Europa.

Termos relacionados Covid-19, Internacional
(...)