Está aqui

Crise demográfica, um país a encolher

No ano que agora terminou, Portugal viu nascer menos de metade dos bebés registados em 1980. A emigração jovem bate recordes e já somos o sexto país mais envelhecido do mundo. Se as políticas erradas já vinham de antes, a entrada da troika veio acelerar ainda mais este processo. Dossier organizado por Luís Branco.
Foto Paulete Matos

Em vídeo-entrevista, o geógrafo Jorge Malheiros fala das origens e consequências desta crise. Neste dossier mostramos ainda os gráficos da evolução da natalidade e publicamos artigos de Ricardo VicenteAna Campos e Mamadou Ba sobre os efeitos da crise demográfica na vida dos jovens, mulheres e imigrantes, e uma crónica de José Luís Peixoto.

Comentários (1)

Resto dossier

Crise demográfica, um país a encolher

No ano que agora terminou, Portugal viu nascer menos de metade dos bebés registados em 1980. A emigração jovem bate recordes e já somos o sexto país mais envelhecido do mundo. Se as políticas erradas já vinham de antes, a entrada da troika veio acelerar ainda mais este processo. Dossier organizado por Luís Branco.

Jorge Malheiros: “Só se inverte esta tendência com criação de emprego estável”

Em entrevista ao esquerda.net, o investigador do Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa faz o diagnóstico da crise demográfica em Portugal e lança propostas para a inverter.

Gráficos da crise de natalidade e fecundidade

A partir dos dados disponíveis no Pordata, ilustramos com alguns gráficos a evolução dos principais indicadores da natalidade e fecundidade nas últimas duas décadas em Portugal.

A realidade de hoje: partos a diminuir e idade materna a aumentar

O desemprego, a precariedade ou a falta de apoios aos nascimentos são algumas das razões que levam a adiar a maternidade, levando ao aumento do número de gravidezes de risco, explica Ana Campos. A diretora do serviço de obstetrícia da Maternidade Alfredo da Costa defende formação especializada para dar resposta ao aumento do número de prematuros.

A austeridade que esvazia o país

O país está a emagrecer, a sangria é brutal e perdem-se os melhores recursos humanos, os mais jovens, mais qualificados e mais capazes. Para Ricardo Vicente, dirigente da Associação de Combate à Precariedade - Precários Inflexíveis, isto terá custos incalculáveis para a economia e para a sociedade portuguesa como um todo.

Portugal é o sexto país mais envelhecido do mundo

Portugal passou de país menos envelhecido da Europa, em 1970, para o sexto país mais envelhecido do mundo em 2011. Em 2012, batemos o recorde da mais baixa natalidade de sempre. Engravidar mais tarde e ter unicamente um filho é, cada vez mais, uma opção determinada pelas condições do mercado de trabalho e pela deterioração das condições de vida.

Lomba e ACIDI: os novos “garimpeiros”

No saldo migratório atual, as saídas de imigrantes já superam em muito as entradas, acompanhando a tendência geral. O dirigente do SOS Racismo Mamadou Ba explica porque é que as mudanças anunciadas já este ano pelo Governo vão acentuar a discriminação na política de imigração.

Portugal, o país do sol morninho

Quando se recebe a notícia de alguém que emigrou para o Reino Unido ou para a Suíça, uma das possibilidades estereotipadas de resposta é: «aposto que lá não têm este sol». Essa resposta permite um instante de ligeireza, um pequeno descanso. Por enquanto, ainda ninguém acredita que o governo chegue a privatizar o sol. Mas nunca se sabe. Crónica de José Luís Peixoto, publicada no Le Monde Diplomatique.