Está aqui

Ricardo Robles

Engenheiro civil.

Artigos do Autor(a)

4 de Junho, 2014 - 00:00h

A empresa promotora do Rock in Rio, a Better World, foi novamente isentada de taxas municipais pela CML, desta vez para as edições de 2016 e 2018. O Bloco de Esquerda só poderia votar contra esta proposta.

6 de Março, 2014 - 15:15h

A concessão de exploração da Carris e Metro de Lisboa foi a forma encontrada pelo Governo para entregar a privados estas duas empresas, garantindo-lhes os lucros operacionais e ficando o Estado com o passivo. A receita clássica liberal. Privatizar os lucros, nacionalizar os prejuízos.

6 de Dezembro, 2012 - 00:05h

Votámos contra o relatório da comissão parlamentar de inquérito, porque representa um consenso entre quem nacionalizou os prejuízos de um banco assaltado pela sua administração e amigos e quem vendeu de forma privilegiada um banco recapitalizado aos amigos do costume.

29 de Julho, 2012 - 00:00h

No passado dia 24 foi votada na Assembleia Municipal de Lisboa a revisão do PDM. Este foi um processo que tardou e que nem por isso tornou melhor um instrumento tão importante para o futuro da cidade, pelo contrário, o documento aprovado condena Lisboa para os próximos anos.

30 de Maio, 2012 - 00:00h

A isenção para a edição de 2014 foi discutida esta terça feira na Assembleia Municipal de Lisboa. A isenção proposta pela Câmara foi de 3.105.789 euros. Não se aceita esta escolha da CML e por isso votámos contra.

16 de Novembro, 2010 - 20:40h

A cimeira de Lisboa não decidirá apenas sobre o futuro da Aliança Atlântica e dos seus membros. A nova reorganização mundial está também em cima da mesa. Reinventam a NATO para reinventar a guerra.

10 de Outubro, 2010 - 11:22h

Passados 9 anos sobre a invasão do Afeganistão nenhum dos objectivos da lista de intenções de Bush foi conseguido.

9 de Julho, 2010 - 16:22h

Em Istambul, activistas anti-guerra reuniram-se no Forum Social Europeu para partilhar experiências e planear a resposta global à nova ofensiva da NATO.

4 de Julho, 2010 - 11:26h

Em Istambul, activistas anti-guerra reuniram-se no Forum Social Europeu para partilhar experiências e planear a resposta global à nova ofensiva da NATO.

24 de Maio, 2010 - 11:54h

O objectivo é ter um documento que apoie legalmente as actuais operações da NATO e que permita, justificando-as, novas intervenções militares em qualquer ponto do planeta.

Páginas