Está aqui

João Semedo

Médico. Aderente do Bloco de Esquerda.

Artigos do Autor(a)

19 de Janeiro, 2013 - 00:15h

No caso BPN, sempre a perigosa promiscuidade entre certos círculos políticos e os grupos financeiros do costume. Promiscuidade e impunidade fotografadas no Copacabana Palace: Relvas, Arnaut e Dias Loureiro, juntos e ao vivo, na passagem do ano carioca.

4 de Outubro, 2012 - 15:54h

O governo está em crise porque desprezou as pessoas, porque governa contra os cidadãos, porque rebaixa e maltrata quem vive do seu trabalho. O governo está em crise porque perdeu o país.

19 de Setembro, 2012 - 15:43h

O primeiro-ministro pediu a unidade de todos os portugueses e conseguiu-o. De norte a sul do país, os cidadãos responderam-lhe. Estão unidos. Unidos contra o governo. Unidos contra a austeridade. Unidos contra a insensibilidade social. Unidos pela dignidade do salário e do emprego.

16 de Julho, 2012 - 12:30h

A greve dos médicos não foi uma teimosia nem uma decisão inútil. Ao contrário, foi uma necessidade perante a arrogância de Paulo Macedo.

10 de Junho, 2012 - 00:04h

A direita pretende ir mais longe no desmoronar do SNS. Quatro notícias recentíssimas tiram qualquer dúvida que ainda pudesse subsistir sobre o que pretende o governo.

6 de Junho, 2012 - 17:36h

Um ataque em três direções, articuladas entre si, todas e cada uma apontadas ao desmembramento do SNS: a nova carta hospitalar, a mega contratação de empresas privadas para colocar médicos à hora e a redução dos cuidados garantidos.

5 de Junho, 2012 - 23:00h

A direita pretende ir mais longe no desmoronar do SNS. Quatro notícias recentíssimas tiram qualquer dúvida que ainda pudesse subsistir sobre o que pretende o governo.

22 de Maio, 2012 - 01:39h

Desta vez, a Crioestaminal foi ainda mais longe do que é habitual nas suas campanhas utilizou a imagem e a voz de uma criança cujas palavras fomentavam sentimentos de culpa nos próprios pais… Denunciada, a empresa retirou o anúncio, mas um problema subsiste: a atitude dos poderes públicos.

20 de Maio, 2012 - 00:26h

As trapalhadas de Miguel Relvas e a demagogia e indecência do ministro da Economia marcaram a semana parlamentar, assim como o silêncio do PS, PSD e CDS no que respeita à luta do povo grego contra a austeridade.

8 de Maio, 2012 - 00:36h

O governo aposta no desmantelamento da capacidade de recolha do instituto e na transferência dessa responsabilidade para os hospitais. É um erro de consequências muito graves.

Páginas