Está aqui

Adriano Campos

Sociólogo, dirigente do Bloco de Esquerda e ativista contra a precariedade.

Artigos do Autor(a)

15 de Agosto, 2013 - 14:48h

A expansão dos estágios é um fenómeno global que acompanha a precarização do trabalho.

18 de Julho, 2013 - 00:53h

A esquerda apresenta a suas propostas e batalha pela clarificação do pântano, junta gente no caminho, não desiste do milhão e meio de pessoas que votaram no Partido Socialista e de tantas outras que nele viam um fator de esperança e que começam agora a acertar o despertador.

31 de Março, 2013 - 00:07h

Quando o Governo cair, o que já esteve mais distante de acontecer, o problema político imediato em Portugal chama-se Partido Socialista. E na última semana deu-nos sinais fortes do quão grande esse problema pode ser.

12 de Janeiro, 2013 - 03:24h

Esta semana Moedas tentou o impossível: afirmar, sorridente, que o relatório do FMI é bem feito e que serve os interesses do País. Nem a direita engoliu o recado. Mas quem é e quem representa este Secretário de Estado?

28 de Dezembro, 2012 - 00:00h

Há neste conto de natal que Rui Moreira apresenta à cidade do Porto pontos que faltam. Falta a Rui Moreira contar porque saiu da Sociedade de Reabilitação Urbana do Porto mas permaneceu na STCP. Ou então o que o fez estar nas jornadas do CDS-PP.

6 de Dezembro, 2012 - 00:05h

A troika ou a vida. É mesmo uma disjuntiva. A força dessa escolha leva a que hoje muitos dirigentes do PS já admitam envergonhadamente que a reestruturação da dívida é inevitável - o que o Bloco já dizia há 500 dias atrás, alto e em bom som.

15 de Outubro, 2012 - 00:05h

Para se construir um Governo de esquerda que tenha a força de vencer a chantagem da dívida e se imponha como o produto de uma luta social vigorosa é preciso a clareza de uma agenda de confronto – nacionalização da banca, justiça fiscal, denúncia do memorando da troika.

14 de Setembro, 2012 - 00:07h

Só uma coisa pode evitar que, no Natal, a voz pausada de Vítor Gaspar nos entre pela casa dentro num anúncio de mais austeridade: escolhas claras.

12 de Junho, 2012 - 00:30h

Uma das quatro gigantes mundiais da área de “consultadoria” – essa alquimia mágica da legitimação – é a PricewaterhouseCoopers. Está presente em mais de 150 países e tem como imagem de marca a “independência e a transparência”. Em Portugal é um nome que se começou a ouvir com mais frequência depois da chegada da troika.

11 de Maio, 2012 - 11:29h

Neste sábado está convocada uma manifestação internacional, a “Primavera Global”, que assinalará um ano do 15 de Maio mas que também representa um segundo momento de mobilização global contra os 1% que nos amarram a vida.

Páginas